Casa sustentável feita de papelão dura até 100 anos

casa-papelao-conexao-planeta

A forma como construímos casas e edifícios nos últimos séculos não tem sido nada sustentável. Estima-se que a construção civil seja responsável por 1/3 do total de emissões globais de gases de efeito estufa, aqueles que provocam o aquecimento da superfície da Terra. Além disso, o setor gasta um volume desproporcional de energia, água e recursos naturais. E ao final deste processo, gera uma montanha de resíduos.

Por isso mesmo, escritórios internacionais de engenharia, design e arquitetura buscam novas maneiras de construirmos casas, sem impactar o meio ambiente. É o que fez, por exemplo, o estúdio holandês Fiction Factory ao criar uma casa modulável feita com papelão. Isso mesmo, papelão! O nome dado a ela é Wikkelhouse. Em holandês, wikkel significa embrulho.

Foram necessários quatro anos de pesquisa para desenvolver a tecnologia inovadora. A casa é montada num molde, concebido pelos holandeses, que usa 24 camadas de papelão. Super-resistente, o material depois recebe uma camada de cola protetora, que o faz impermeável e com bom isolamento térmico, aguentando assim umidade. No final, a casa é revestida com madeira. A empresa fabricante diz que a Wikkelhouse tem vida útil de até 100 anos e dá a seus consumidores uma garantia de compra de 50 anos.

casa-papelao-4-conexao-planeta

A casa é embrulhada em 24 camadas de papelão

Os módulos, que tem 5 m2 – 4,5 m de comprimento, 1,2 m de largura e 3,5 m de altura -, podem ser conectados conforme o tamanho da casa desejadodo. A equipe da Fiction Factory garante que a montagem da Wikkelhouse, que pode ser feita em apenas 24 horas, é três vezes mais sustentável do que uma casa normal, fabricada com alvenaria.

Como é extremamente leve, cada segmento pesa em média 500 quilos, a casa não precisa de fundações. Pode ser colocada em qualquer lugar. Todo o material utilizado é 100% reciclável, afirmam os holandeses.

Casa sustentável feita de papelão dura até 100 anos

Os módulos podem ser adicionados conforme o tamanho do espaço desejado

Apesar de parecer um protótipo, a Wikkelhouse já está sendo comercializada. Mas infelizmente, somente na Europa ainda. Doze delas foram construídas em Amsterdam e entregues na Bélgica, Luxemburgo, França, Reino Unido, Dinamarca e na própria Holanda. Dá para perceber que a casa deve ter um isolamento térmico ótimo mesmo, porque em todos estes países, as temperaturas no inverno são bem baixas.

casa-papelao-3-conexao-planeta

Até agora já foram construídas doze casas de papelão, todas vendidas na Europa

O custo de uma casa com três módulos é de 45 mil euros, algo em torno de 88 mil reais. Ainda é caro, por isso mesmo, não pode-se falar em moradia popular. Mas é bom lembrar que o escritório holandês só consegue fabricar 12 casas por ano atualmente. Produzidas em larga escala, com certeza, elas teriam o preço reduzido.

O mais bacana também é disseminar novas e criativas tecnologias, que podem ser aprimoradas e empregadas de diferentes maneiras em cada país. 

 

Fotos: divulgação Fiction Factory

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou em Zurique, na Suíça, de onde colaborou para diversas publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Info, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Atualmente vive em Londres.

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou em Zurique, na Suíça, de onde colaborou para diversas publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Info, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Atualmente vive em Londres.

Deixe uma resposta