Casa construída com impressora 3D, em menos de 24 horas, pode ser solução para problema de moradia


casa construída com impressora 3D

Em muitos países, um dos principais desafios de governantes é resolver a questão de moradia: propiciar que seus moradores tenham acesso a casas de qualidade e preferencialmente, de baixo custo.

Uma parceria entre duas empresas americanas pretende solucionar este problema. A ICON, companhia de tecnologia que desenvolve impressoras 3D, e a New Story, organização sem fins-lucrativos que trabalha para erradicar a falta de moradia em países pobres, anunciaram o lançamento de casas de cimento construídas, em menos de 24 horas, e que custam cerca de R$ 15 mil.

A casa tem 650 m2 e possui quarto, sala, banheiro e um pequeno escritório. Um projeto piloto será iniciado, no ano que vem, em El Salvador, quando as empresas pretendem “imprimir” 100 casas naquele país.

A partir daí, o sonho é mais ambicioso. Erguer lares para mais de 1,3 bilhão de pessoas que vivem em favelas ao redor do mundo, em situação de extrema pobreza.

Confira abaixo algumas imagens da casa modelo em exposição em Austin, no Texas, onde fica a sede da ICON.



 

 

Até então, outras companhias já haviam lançado casas feitas em impressoras 3D, mas sempre muito caras.

A vantagem da Vulcan, nome da impressora da ICON, é ser móvel, ou seja, pode ser montada e usada em qualquer lugar.

Leia também:
Casa sustentável feita de papelão dura até 100 anos
Primeira casa móvel totalmente autônoma em energia já está à venda
Estudantes ganham prêmio por projeto social usando tijolos ecológicos
ONG transforma plástico triturado em tijolo no interior de São Paulo

Fotos: divulgação

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para várias publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, acaba de mudar para os Estados Unidos

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para várias publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, acaba de mudar para os Estados Unidos

Um comentário em “Casa construída com impressora 3D, em menos de 24 horas, pode ser solução para problema de moradia

  • 24 de outubro de 2018 em 9:34 AM
    Permalink

    Para ninguém faltaria uma moradia digna, com água e saneamento básico se ladrões políticos corruptos não se locupletassem escandalosamente com o dinheiro público, acumulando valores que não terão tempo de validade para gastar, porque a morte chega para todos, para pobres e ladrões de pobres; mas antes da morte chegar, deveria ser prioridade cuidar da vida de quem mais precisa, priorizando as necessidades óbvias da população, ao invés de olhar e cuidar do próprio umbigo, empilhando indevidamente o papel moeda que, fosse distribuído igualmente para os que têm direito a ele, não faltaria para ninguém e todos conseguiriam viver como pessoas vivem, não bichos. Extrema pobreza ainda continuará sendo a consequência da extrema riqueza, enquanto homens que parecem ricos, nada têm de valioso em seu vazio coração, por isso são tão pobres.

    Resposta

Deixe uma resposta