Carioca transforma material escolar usado em novos kits para estudantes carentes


Carioca transforma material escolar usado em novos kits para estudantes carentes

Em certo ponto da vida, muita gente pensa em fazer algum tipo de trabalho voluntário ou dedicar parte de seu tempo a uma causa social. Com esse desejo em mente, no começo de 2018, a engenheira cartógrafa Nívia Régis Di Maio, do Rio de Janeiro, encontrou a maneira como ela poderia fazer o bem pelo próximo.

“Estava organizando o material escolar das crianças para o ano letivo e percebi o quanto desperdiçamos, com tanta gente precisando… Foi quando veio a ideia de me empenhar em arrecadar material e distribuir para crianças carentes”, contou ela ao Conexão Planeta. “Como eu queria trabalhar a consciência de reaproveitamento com meus filhos, achei que seria importante fazer uma trabalho social com eles”.

Nívia é mãe de Bruna, de 14 anos, e Gabriel, de 11. Desde o início do ano, ambos a ajudam a reciclar sobras de material escolar e transformá-las em kits novos, doados para crianças que, caso não recebessem essa ajuda, chegariam à escola sem ter com que escrever ou aprender.

“Comecei juntando as folhas limpas dos cadernos e montando novos. A mesma coisa fiz com capas, espirais. Peguei lápis e montei kits com eles… Era muito material”, diz.


O que parecia não ter mais serventia ganha vida nova com o projeto

As doações começaram a chegar de conhecidos, amigos e familiares. Com o boca-a-boca, o projeto foi crescendo. Os pedidos também foram aumentando. Com as redes sociais, mais pessoas ficaram sabendo e Nívia chegou a receber doações e solicitações de outros estados.

Com o apoio dos filhos, do marido e da mãe, a engenheira carioca dedica seu tempo livre – e também, seu dinheiro, pois teve que comprar alguns aparelhos, como cortadores e furadores -, para confeccionar os kits. “Dá muito trabalho, mas é gratificante”, afirma.

Os filhos de Nívia montando os kits

Nívia não desperdiça nada. Tudo ainda pode ter alguma utilidade. “Os apontadores que estiverem quebrados, aproveito as lâminas para outros cegos. Mochilas, estojos e lancheiras com algum problema, conserto”.

Só este ano, Nívia já doou mais de 100 kits de material escolar, no projeto que recentemente ganhou o nome de “Movimento em Espiral”. Agora, busca parcerias para conseguir ajudar ainda mais crianças. “Enquanto as doações eram por aqui, eu montava uma logística de ir buscar nas casas das pessoas”, explica. “Até tentei montar um ponto de coleta (supermercado, escolas, empresas), mas como não tive respostas, corri atrás para não perder as doações”.

Como não se dá por vencida, a engenheira pretende tentar novamente parcerias com terceiros para poder ampliar seu trabalho social. Disposição ela tem de sobra, mas com a ajuda de mais gente, esta iniciativa linda pode chegar até mais estudantes carentes.

Sorriso no rosto e muita dedicação: Nívia com o carro cheio de doações

Essa brasileira, moradora do bairro de Freguesia, em Jacarepaguá, é um exemplo maravilhoso de altruísmo. De alguém que pensa além do seu muro, do conforto de sua casa.

E qual tem sido a reação dos filhos? “Primeiro eles se impressionaram com a quantidade de desperdício de material, com isso não ficaram pedindo para comprar o que já tivéssemos em casa. Deixamos de gastar com várias coisas”, ressalta. “Minha filha amou o primeiro caderno que montei, com as folhas limpas dos antigos. A partir daí, ela não quis mais comprar novos”.

E não foi só o aprendizado sobre o consumo consciente que Gabriel e Bruna adquiriram. “Eles descobriram o valor da doação! Que as coisas podem não ser necessárias para nós, mas que podem ser para outros”.

É a lição de Nívia não apenas para os filhos, mas para a sociedade. Lindo demais!


Material para montagem dos kits


Kit “brasileirinho”: cadernos com a cor do Brasil e mapas de geografia


Capricho e muito trabalho: o tempo livre dedicado a quem precisa


Fotos: arquivo pessoal 

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para várias publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, acaba de mudar para os Estados Unidos

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para várias publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, acaba de mudar para os Estados Unidos

2 comentários em “Carioca transforma material escolar usado em novos kits para estudantes carentes

  • 27 de novembro de 2018 em 10:18 PM
    Permalink

    O mundo precisa de mais Nívias por ai. Mais consumo consciente, mais fraternidade para com os necessitados. Parabéns Nívia. Lindo exemplo.

    Resposta
    • 29 de novembro de 2018 em 11:59 AM
      Permalink

      Obrigada Herval! Estou muito feliz, essa é uma iniciativa simples e de fácil participação de todos! O projeto Movimento em Espiral tem tudo para dar certo e com ele toda sociedade sairá ganhando!!

      Resposta

Deixe uma resposta