Campanha para reeleição de Trump vende canudos plásticos para arrecadar dinheiro

Campanha para reeleição de Trump vende canudos plásticos para arrecadar dinheiro

O presidente americano Donald Trump não dá a mínima mesmo para o meio ambiente. E não tem pudor algum em esconder isso. Fala publicamente que o aquecimento global não existe e em visita recente ao Reino Unido disse ao Príncipe Charles que o “clima nos Estados Unidos é bem limpo”.

Desde que assumiu o cargo, Trump assinou uma série de decretos que derrubaram leis de proteção ambiental e de combate às mudanças climáticas criadas por seu antecessor, Barack Obama.

Mesmo que nada mais pareça ser inacreditável vindo dele, é de causar revolta a forma como a equipe de marketing de sua campanha decidiu arrecadar dinheiro junto a seus eleitores para financiar a campanha de reeleição em 2020.

Nas redes sociais, foram colocados à venda pacotes de canudos plásticos vermelhos com o nome “Trump”.

No site da campanha, ao lado da imagem dos canudos, segue o texto: “Canudos de papel liberais não funcionam. Apóie o PRESIDENTE TRUMP e compre seu pacote de canudos recicláveis hoje mesmo”. O pacote com 10 canudos é vendido por US$ 15.

No Twitter, vários eleitores de Trump contam que já compraram os canudos. Um deles comenta: “E acabamos de encomendar 200 mil”.

Questionado por jornalistas sobre o que pensa sobre os canudos, Trump disse que “há problemas maiores do que os canudos”. Segundo ele, há os pratos, as embalagens e outros objetos, todos feitos do mesmo material. “Todo mundo foca no canudo, mas há muitas outras coisas a serem levadas em conta”.

Infelizmente, ele não está completamente errado. Os canudos viraram um símbolo na luta contra a poluição plástica. Mas vale lembrar que alguns países estão banindo também sacolas e outros descartáveis.

Não aos canudos plásticos!

No mundo todo há um movimento para acabar com o uso do canudinho plástico ou por sua substituição por aqueles fabricados com materiais sustentáveis, como o papel, ou ainda, à base de insumos naturais e biodegradáveis.

Só nos Estados Unidos, estima-se que são utilizados 500 milhões de canudos plásticos por dia. Feitos geralmente de poliestireno ou polipropileno, os canudinhos podem ser reciclados, mas como são muito pequenos e leves, assim como tampas de garrafa, por exemplo, frequentemente acabam sendo jogados no lixo.

Sua vida útil é estimada em 4 minutos. Isso mesmo, 4 minutos! E eles levam aproximadamente 400 anos para se decompor na natureza.

Enquanto a campanha de Trump oferece vergonhosamente canudos para conseguir mais recursos para financiar a campanha do ano que vem, dia a dia, aumenta a lista de países e cidades do mundo inteiro, inclusive no Brasil, que já proibiram seu uso.

Logo abaixo, você encontra diversas matérias sobre o assunto.

Leia também:
Bali proíbe uso de sacolas plásticas, canudos e embalagens de isopor
Vereadores de SP aprovam proibição do uso de canudos plásticos, em primeira votação
Depois dos canudos, Rio de Janeiro poderá banir copos plásticos
Canudos plásticos e copos e embalagens de isopor serão banidos de Vancouver em 2019
Cotonetes e canudos devem ser banidos da Inglaterra em 2019
Trump volta a debochar do aquecimento global diante de onda de frio polar que castiga os Estados Unidos
Trump quer “flexibilizar” lei de 100 anos de proteção a aves migratórias

Fotos: divulgação campanha Greenpeace (abertura) e reprodução internet

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta