Campanha extrai música do pau-brasil para alertar sobre desmatamento na Mata Atlântica


Campanha extrai música de pau-brasil para alertar sobre o desmatamento na Mata Atlântica

Música e poesia para tentar salvar o que ainda resta da Mata Atlântica. Em uma belíssima campanha, o Instituto Terra utilizou um pedaço de pau-brasil como disco e suas ranhuras e sulcos foram lidos e transformados em música: A Sinfonia do Adeus.

Com a ajuda do artista alemão Bartholomäus Traubeck, que desenvolveu uma tecnologia a laser para converter madeira devastada em música, foi possível ouvir “literalmente” o pedido de socorro das árvores ameaçadas de extinção na Mata Atlântica.

Traubeck usou o som do piano para traduzir os dados extraídos em uma melodia dramática. Além de chamar atenção sobre o desmatamento de um dos mais importantes biomas brasileiros, do qual resta apenas 8% da cobertura original, o projeto pretende mobilizar pessoas e empresas para doação de recursos para as ações de reflorestamento desenvolvidas pelo Instituto Terra, ONG ambiental fundada pelo fotógrafo Sebastião Salgado e sua esposa Lélia Wanick

“Até mesmo a nossa árvore mais simbólica, que deu nome ao nosso país, está dizendo adeus”, lamenta Isabella Salton, diretora executiva do instituo.

As doações para as ações de reflorestamento da entidade podem ser feitas por meio de valores simbólicos ou pela compra dos pôsteres artísticos do projeto, disponíveis no site da campanha.

Ouça abaixo a “A Sinfonia do Adeus”:

Imagem: divulgação campanha “A Sinfonia do Adeus”

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou em Zurique, na Suíça, de onde colaborou para diversas publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Info, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Atualmente vive em Londres.

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou em Zurique, na Suíça, de onde colaborou para diversas publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Info, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Atualmente vive em Londres.

Deixe uma resposta