Campanha #BusqueVencer alerta sobre importância da informação de qualidade na luta contra o câncer

vídeo de campanha câncer

É sempre muito difícil para um paciente receber o diagnóstico do câncer, na verdade, de qualquer doença mais grave. O que muitos fazem, depois de deixar o consultório médico, é ir direto para a internet. Todavia, nem tudo o que se encontra nas redes é confiável. Para destacar a importância de fontes de qualidade e informações que realmente ajudem o paciente a enfrentar seu tratamento, o Instituto Vencer o Câncer lançou a campanha “#BusqueVencer”.

Para divulgar a iniciativa, o instituto produziu um vídeo, que você assiste ao final deste post, em que seis pacientes, que foram diagnosticados com câncer e já estão curados, são convidados para participar de um bate-papo com o médico oncologista Fernando Maluf, um dos fundadores da entidade.

Maluf mostrou a eles imagens dos primeiros exames, logo após os diagnósticos. Em seguida, o vídeo mostra todas as buscas feitas na internet pelos pacientes. “Eu procurei muito (na internet). Era um mundo muito novo, muito desconhecido”, revela uma paciente que teve câncer de intestino e metástase no pulmão. “Eu via umas coisas que me assustavam, tanto que decidi: eu não olho mais”.

“Eu não aprendi nada que me desse segurança para saber o que eu estava fazendo”, admitiu outra paciente.

A campanha #BusqueVencer quer mostrar a familiares, amigos e pacientes em tratamento contra o câncer que todas as dúvidas e informações devem ser obtidas, primeiramente, através de médicos e depois, em sites de referência, como os das principais instituições do país que lidam com doenças oncológicas. Há uma série delas, podemos citar o Instituto Nacional de Câncer (INCA), Fundação do Câncer, Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica, Hospital A.C.Camargo e o próprio Vencer o Câncer.

O instituto é uma fundação sem fins lucrativos, que foi criada em 2014 por três profissionais de renome nesta área, Maluf, Drauzio Varella e Antonio Buzaid. Depois de publicarem os livros “Vencer o Câncer”, “Vencer o Câncer de Mama” e “Vencer o Câncer de Próstata”, os médicos usam o site como fonte de informação sobre diagnóstico, tratamento, inovação e cuidados para as pessoas que lutam contra o câncer.

No portal, é possível ler ainda sobre prevenção, alimentação, atividade física, direitos dos pacientes e medicina integrativa, sempre inventivando a busca por qualidade de vida.

Leia também:
A quimioterapia do amor
Ensaios fotográficos mostram a beleza e o resgate da autoestima de mulheres em tratamento contra o câncer
Campanha Amadas Mechas convoca mulheres para doar cabelo para pacientes com câncer

Imagem: reprodução vídeo Youtube

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para várias publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, acaba de mudar para os Estados Unidos

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para várias publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, acaba de mudar para os Estados Unidos

Deixe uma resposta