Câmera oculta registra embate entre onça e tamanduá no Maranhão

Câmera oculta registra embate entre onça e tamanduá no Maranhão

Um vídeo gravado por câmeras escondidas colocadas na Reserva Biológica do Gurupi, no Maranhão, registrou um momento surpreendente. Uma onça-pintada e um tamanduá-bandeira entram em conflito, uma cena bastante rara, já que os dois animais costumam ir atrás de presas menores.

As imagens foram descobertas no final do ano passado pelo Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Carnívoros (CENAP), órgão do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Muitas vezes, os biólogos só assistem as gravações feitas pelas câmeras “armadilhas” meses depois delas terem sido feitas. Foi exatamente este o caso.

“Eu estava no escritório decupando centenas de imagens de vídeos das câmeras, quando de repente, esta imagem inacreditável apareceu na tela… Assisti várias e várias vezes, depois chamei meus colegas e avisei que eles veriam algo que nunca tinham visto antes”, contou Elildo Carvalho, pesquisador do CENAP, ao jornal The Guardian.

Os biólogos não sabem dizer o que houve depois da gravação, mas não acreditam que nenhum dos animais acabou morto. Onças-pintadas podem atacar tamanduás-bandeiras, mas em geral, preferem os filhotes ou outras presas, mais fáceis e de menor porte. Um tamanduá pode chegar a ter até 40 kg, praticamente o mesmo peso de uma onça fêmea.

Ambas as espécies estão na lista vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN, na sigla em inglês). A onça-pintada é considerada ameaçada de extinção, enquanto o tamanduá-bandeira é tido como vulnerável. O desmatamento de florestas é o principal responsável pela morte destes animais. Muitos deles ainda perdem a vida atropelados, quando tentam cruzar estradas.

O flagrante da luta mostra também a importância do monitoramento de áreas de conservação e do uso de equipamentos, como as câmeras ocultas, para que se possa entender melhor o comportamento dos animais.

No Brasil, onças-pintadas podem ser encontradas nos biomas Cerrado, Mata Atlântica e Pantanal. Infelizmente, a população da espécie está em declínio. Em novembro último, mostramos aqui como o animal pode desaparecer da Mata Atlântica, pois ele já perdeu 85% de seu habitat e sobrevive em apenas 2,8% dessa área, em grupos muito pequenos. Estima-se que existam menos de 300 indivíduos. Se nada for feito, alertam biólogos, em 50 anos, a onça-pintada será extinta na região (leia mais sobre o assunto neste outro post).

Confira neste outro vídeo, flagrantes incríveis de animais feitos por câmeras escondidas na Reserva Biológica do Gurupi:

Leia também:
Filhotes de onça-pintada nascem em Refúgio Biológico de Foz do Iguaçu
Raramente avistada, onça-pintada é fotografa no Cerrado
Projeto Toca da Onça: ajude este animais a voltar para a natureza! 
A onça do alívio

Foto: reprodução vídeo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou em Zurique, na Suíça, de onde colaborou para diversas publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Info, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Atualmente vive em Londres.

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou em Zurique, na Suíça, de onde colaborou para diversas publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Info, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Atualmente vive em Londres.

Deixe uma resposta