Brasil se compromete a reduzir 43% das emissões até 2030

Brasil anuncia redução de emissões de gases de efeito estufa

Dilma Rousseff anunciou, neste domingo (27), em Nova York, as metas brasileiras para redução das emissões de gases de efeito estufa. A presidente disse que o país reduzirá 37% das emissões até 2025 e 43% até 2030, tendo como base o ano de 2005. Com o objetivo de evitar o aquecimento da média da temperatura global em 2ºC neste século, cerca de 60 países também estabeleceram metas.

“O Brasil é um dos poucos países em desenvolvimento a assumir uma meta absoluta de redução de emissões. Temos uma das maiores populações e PIB (Produto Interno Bruto) do mundo e nossas metas são tão ou mais ambiciosas que aquelas dos países desenvolvidos”, afirmou Dilma em discurso na Conferência da ONU para a Agenda de Desenvolvimento Pós-2015.

No entanto, vale lembrar que o Brasil já reduziu 41% das emissões entre de 2005 a 2012. Ou seja, a redução proposta pelo governo até 2025 é menor do que a já alcançada. Em coletiva de imprensa, Dilma explicou que essa medida é necessária para manter o crescimento econômico.

Para reduzir emissões, a presidente prometeu 32% de participação de fontes renováveis de energia na matriz energética do Brasil. Em 2012, elas representavam 28,6%. Além disso, até 2030, a meta é ter participação de 45%, contando com hidrelétricas. Dilma destacou que a média mundial é de apenas 13%.

Outras medidas são o reflorestamento de 12 milhões de hectares até 2030, o fim do desmatamento ilegal, a recuperação de 15 milhões de hectares de pastagens degradadas e a integração de 5 milhões de hectares de lavoura-pecuária-florestas. De acordo com a organização ambiental World Resources Institute (WRI), as emissões brasileiras diminuíram 36% entre 2005 e 2011, principalmente devido a esforços para a redução do desmatamento.

“A promessa brasileira de restaurar 12 milhões de hectares de florestas até 2030 é notavelmente mais fraca do que o que poderia ser alcançado. E a meta de desmatamento ilegal zero é na verdade um retrocesso em relação a compromissos anteriores. O corte de emissões na agricultura irá depender em parte de mais investimentos em práticas de baixo carbono”, avalia a diretora do WRI-Brasil, Rachel Biderman.

Metas de emissões globais

Entre os mais de 60 países que divulgaram suas metas para reduzir a emissão de gases do efeito estufa, estão China, Estados Unidos, Japão e Rússia, além do bloco econômico União Europeia. Juntos, são responsáveis por 66% das emissões mundiais. Abaixo, veja as contribuições propostas:

Estados Unidos: 32% de redução até 2030, tendo como base o ano de 2005
China: atingir pico de emissão de CO2 até 2030
Japão: 25,4% de redução até 2030, tendo como base o ano de 2005
Rússia: 30% de redução até 2030, tendo como base o ano de 1990
União Europeia: 40% de redução até 2030, tendo como base o ano de 1990

Foto: Gabriel Mestro / Creative Commons

Marina Maciel

Jornalista, Marina escreve sobre meio ambiente para diversas publicações brasileiras desde 2011. Já colaborou para veículos como Superinteressante, Exame, VEJA, VEJA SP, M de Mulher, Casa Claudia, VIP, Cosmopolitan Brasil, Brasil Post, National Geographic Brasil, INFO e Planeta Sustentável.

4 comentários em “Brasil se compromete a reduzir 43% das emissões até 2030

Deixe uma resposta