Bill Gates, Mark Zuckerberg, Richard Brenson e outros grandes investidores lançam fundo para energia limpa

bill-gates-oninnovation-800

Engajado no combate contra o aquecimento global, Bill Gates, cofundador da Microsoft, lançou esta semana, na CO21 – Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas, em Paris, um fundo bilionário para incrementar a pesquisa e o desenvolvimento de tecnologias em energias renováveis.

Mas ele não está sozinho! A Breakthroug Energy Coaliton (coalização para revolução na energia, em tradução livre) reúne países desenvolvidos e em desenvolvimento – França, Indonésia e Canadá são os primeiros –, que se comprometeram a dobrar seus investimentos em energia limpa até 2020, além de 30 investidores privados de dez países, que deverão incrementar suas verbas para o desenvolvimento do setor.

Além de Gates, entre os investidores privados estão empresários famosos como Mark Zuckerberg, do Facebook, Jeff Bezos, da Amazon, Richard Brenson, do Grupo Virgin, Jack Ma, do Alibaba (grupo chinês de comércio online), Ratan Tata (Grupo Tata Sons) e George Soros (Fundo Soros). Em uma lista (disponível no site da iniciativa) predominantemente masculina, encontrei quatro mulheres: Meg Whitman, CEO da Hewlett Packard, Zhang Xin, CEO da Soho China, Laura Baxter-Simons, cofundadora da Prelude Ventures, e Dr. Priscilla Chan, CEO da The Primary School. Esta última, é esposa de Zuckerberg.

A Universidade da Califórnia é a primeira instituição de pesquisa a aderir ao projeto.

O fundo começa com sete bilhões de dólares. Em seu discurso na COP21, Gattes se comprometeu a depositar mais dois bilhões e a prospectar novos investidores, ainda esta semana. E acrescentou: “Não temos preferência por qualquer tipo de energia – biocombustíveis, solar, eólica, fissão, fusão, captura de carbono... – desde que seja limpa e fácil de implantar para ganharmos escala rapidamente e com baixo custo”.

Gattes lembrou que as tecnologias baseadas no vento e no sol já fizeram muitos progressos e são um bom caminho para o futuro energético com zero emissões de carbono, mas “dada a magnitude do desafio, devemos explorar múltiplas alternativas e isso significa que devemos inventar, também, novos enfoques”. E completou: “Acredito que podemos inventar as ferramentas de que precisamos para gerar mais energia limpa acessível e confiável, que ajudará a parar as mudanças climáticas, mas também ajudará os mais pobres a melhorar suas vidas”.

Sim, esta é uma ótima notícia já que o incremento de tecnologias limpas é um dos principais temas que poderão levar a um novo acordo climático global, nesta COP21. Aquele do qual o mundo todo precisa, pra ontem.

Abaixo, Bill Gates fala sobre a iniciativa inovadora:

Foto: The Henry Ford’s OnInnovation Project/Flickr

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.

3 comentários em “Bill Gates, Mark Zuckerberg, Richard Brenson e outros grandes investidores lançam fundo para energia limpa

Deixe uma resposta