Bienal de Arquitetura Ciclística escolhe as 15 ciclovias mais incríveis do mundo

Bienal de Arquitetura Ciclística escolhe 15 projetos  de ciclovias mais incríveis do mundo

“O ciclismo é muito mais do que uma solução de transporte para as cidades, é também uma força poderosa para a transformação. Cada cidade ou bairro tem o potencial de se tornar uma história de sucesso através do ciclismo”, acredita Maud de Vries, curador da Bicycle Architecture Bienalle (BAB), a Bienal de Arquitetura Ciclística, que está realizando sua segunda edição, este mês, em Amsterdam, na Holanda.

Segundo os idealizadores do evento, o objetivo é inspirar mais e mais cidades a investirem nesse modal: a bicicleta, um meio de transporte não poluente, barato e sustentável, mas que depende de uma boa infraestrutura para funcionar, como extensas áreas de ciclovias e grandes estacionamentos.

Durante a bienal, são expostos projetos arquitetônicos inovadores, que facilitam as viagens dos ciclistas a estão transformando comunidades em todo o mundo.

Muitos desses projetos revelam que algumas cidades já priorizam a bicicleta, a colocando no coração do planejamento urbano, provocando enormes ganhos sociais, econômicos e ambientais.

Este ano, a Bienal de Arquitetura Ciclística selecionou 15 projetos, de nove países, que são modelos para demonstrar como as soluções de design podem ir além do funcional, e também, levar a estilos de vida mais saudáveis, comunidades mais inclusivas, um ambiente mais limpo ou uma economia mais sustentável.

A grande maioria das ciclovias fica em países da Europa (não há nenhuma selecionada no Brasil). Algumas ainda estão no papel e devem começar a ser construídas em breve.

Ciclovias mais incríveis do mundo

Ciclovia de 8 km em Xiamen, na China, passa por cima e embaixo
das pistas de ônibus BRT

Battle I Rong em Barcelona, na Espanha, tem lugar para bikes e pedestres

Café e estacionamento para bicicletas em Delft, na Holanda

Curtin Bike Hub, em Perth, na Austrália

Ciclovia passa bem no meio de um lago em Limburg, na Bélgica

Maior estacionamento de bicicletas do mundo, em Utrecht, na Holanda

Pedalando ao longo das árvores, em Limburg, na Bélgica

Nelson St. Cycleway, em Auckland, Nova Zelândia

Ölhafen Bridge, em Raunheim, Alemanha

Upside Down Bridge, Nova York, nos Estados Unidos

Estação de Norreport, em Copenhague, na Dinamarca

Ciclovia sobre o rio Reno, a RheinRing, em Colônia, na Alemanha

Projeto ainda no papel da Radbahn, em Berlim

Estacionamento de bikes The Hague, Holanda

Melkewgbridge, em Purmerend, Holanda

Fotos: divulgação Bicycle Architecture Bienalle

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta