Jovem monta biblioteca pública em praia do Espírito Santo

Jovem monta biblioteca pública em praia do Espírito Santo

A jovem Suzana Lordelo Braga, de 24 anos, sempre teve uma relação especial com a leitura. Em Vitória (ES), onde nasceu, frequentou uma ótima biblioteca pública na infância e adolescência. Graças ao incentivo dos pais e professores, a paixão por ler e escrever se transformou em sua profissão: hoje, ela trabalha como tradutora. No entanto, quando se mudou para Vila Velha (ES), descobriu que nem todas as cidades possuíam boas bibliotecas como a de sua cidade natal. Este verão, ela teve uma ideia: montar um estande com livros na praia para que todos tivessem acesso à leitura.

“Eu queria fazer algo para servir as pessoas”, contou a tradutora à reportagem do Conexão Planeta. Por isso, aproveitou a oportunidade quando os amigos da Igreja alugaram uma tenda na orla da Praia da Costa, na primeira semana de janeiro. “Perguntei se poderia usar o espaço para montar uma biblioteca e todos me apoiaram na ideia. Doaram livros, ofereceram-se para ajudar”, falou Suzana.

A ação deu muito certo, e conseguiu chamar a atenção das pessoas que relaxavam na praia. “Na minha cabeça, imaginei que estava fazendo algo muito pequeno, que beirava o insignificante. Mas as pessoas gostaram muito, e isso me deixou muito feliz!”, disse. Para ela, a praia era o ambiente ideal para a biblioteca, pois é um espaço democrático, frequentado por pessoas de todas as classes sociais.

Jovem monta biblioteca pública em praia do Espírito Santo

No começo do projeto, Suzana trazia os livros à praia sozinha, dentro de uma mochila e de um carrinho de supermercado. No fim de janeiro, já tinha recebido tantos novos exemplares que o pai de Suzana a ajudava a levar as obras de carro até a praia.

O projeto piloto da biblioteca terminou há duas semanas, antes de começar a onda de violência no Espírito Santo. Porém, Suzana alimenta o sonho de montar uma pequena biblioteca gratuita fixa em Vila Velha. “Livros são caros, e são bens muito preciosos, aos quais as pessoas raramente têm acesso. Eu entendo que o conhecimento, a diversão, e que a abertura de horizontes que a leitura proporciona são para todos”, finalizou a jovem tradutora.

Animada com o interesse das pessoas pela biblioteca na praia, Suzana acredita que seu sonho de montar uma biblioteca fixa pode, em breve, se tornar realidade.

Jovem monta biblioteca pública em praia do Espírito Santo

Fotos: Victor Jubini / Arquivo Pessoal.

Marina Maciel

Jornalista, Marina escreve sobre meio ambiente para diversas publicações brasileiras desde 2011. Já colaborou para veículos como Superinteressante, Exame, VEJA, VEJA SP, M de Mulher, Casa Claudia, VIP, Cosmopolitan Brasil, Brasil Post, National Geographic Brasil, INFO e Planeta Sustentável.

Um comentário em “Jovem monta biblioteca pública em praia do Espírito Santo

Deixe uma resposta