Benefícios da natureza para crianças e adolescentes em manual online da Sociedade de Pediatria e do Instituto Alana

Parece óbvio dizer que a relação constante e duradoura com a natureza só traz benefícios para crianças, jovens e também para os adultos. E é! Inúmeras são as pesquisas que comprovam o bem estar provocado pela natureza. Só caminhar por ela ajuda a reduzir o stress, a ansiedade, a falta de atenção e ainda melhora a visão. No caso das crianças, é comprovado que elas tendem a ter menos miopia à medida que convivem com ambientais naturais. Sem falar da absorção de vitaminas como E e D e outros fatores de impacto positivo direto na saúde das crianças.

Por isso, é muito importante falar disso sempre, de forma incansável. E o Instituto Alana nos traz uma ótima noticia, que pode ajudar a conscientizar ainda mais os pais, os educadores e as escolas sobre a urgência de promover infâncias mais ricas na natureza: por intermédio de seu Programa Criança e Natureza, lança um guia online escrito em parceria com a Sociedade Brasileira de Pediatria: Manual de Orientação sobre os Benefícios da Natureza no Desenvolvimento de Crianças e Adolescentes.

Laís Fleury, coordenadora do Programa Criança e Natureza, conta que a inspiração para o desenvolvimento de um trabalho com a Sociedade Brasileira de Pediatria veio de uma pesquisa da Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, que “identifica o pediatra como o profissional em quem a família mais confia quando pensa em elaborar noções de cuidado e de bem estar para a criança. O que o pediatra fala a família ouve e leva em consideração”.

A aproximação entre o Alana e a SBP reforçou ainda mais esse conhecimento, visto que a instituição reconhece a natureza como um componente muito importante para o desenvolvimento das crianças e dos adolescentes. “Isso evidenciou o que a gente já sentia antes, de forma intuitiva, ou até de uma forma mais sensorial”, destaca a especialista. “A SBP validou o projeto do manual trazendo muitas pesquisas. Ela tem um corpo de profissionais que não só trouxe informações sobre a importância do contato da criança com a natureza de forma intuitiva, como também científica”. 

Fleury completou: “A natureza não só é reconhecida pelos pediatras, como também recomendada por eles para a adoção de um estilo de vida mais adequado para a família. Eles estimulam e indicam que as famílias proporcionem uma infância mais rica em natureza”.

Assim, para a elaboração do manual, esses pediatras se uniram ao Programa Criança e Natureza para compor um grupo de referência dentro da Sociedade de Pediatria que elaborou o manual online, que descreve como a natureza – e o livre brincar neste cenário – melhora todos os marcos mais importantes de uma infância saudável, principalmente no momento histórico que vivemos, que nos afasta cada vez mais do mundo natural e nos convida a estar em espaços fechados e isolados. E mais: pode parecer estranho, mas os benefícios são mútuos: assim como as crianças e adolescentes precisam da natureza, a natureza precisa das crianças e dos jovens. 

Para enriquecer o conteúdo, o manual tem indicação de inúmeros links interessantes, como artigos, reportagens, depoimentos, outros manuais e filmes. Pincei um trecho interessante, que indica “ferramentas que podem ajudar a colocar mais tempo ao ar livre na rotina das famílias”. Veja que bacana:

Grupo Natureza em Família: material sobre como organizar um grupo de famílias interessadas em proporcionar às crianças tempo ao ar livre, em contato com a natureza;
GPS da Natureza: ferramenta gratuita que auxilia no mapeamento das áreas naturais que estão perto de você, com sugestões de atividades e brincadeiras que podem ser feitas nestes locais;
Ruas de Lazer: alternativa barata e eficiente de ativação de espaços públicos para o lazer e a convivência a céu aberto;
Manual Como Ser Um Boa Praça: material com informações e casos práticos sobre como revitalizar praças públicas, o que pode ser feito e qual o caminho para torná-las excelentes locais para encontros e lazer ao ar livre; e
– Infográfico sobre o uso da bicicleta para uma infância saudável: destaca a importância da bicicleta para o desenvolvimento infantil e fornece dicas e sugestões para pais e planejadores urbanos.

Foto: divulgação/acervo Nosso Quintal – Ilustração: Alana

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.

Deixe uma resposta