Ben & Jerry’s anuncia fim de canudos, colheres e copos plásticos em suas lojas

Ben & Jerry’s anuncia fim de canudos, colheres e copos plásticos em suas lojas

A sorveteria americana Ben & Jerry’s é uma daquelas marcas do bem. Fundada em 1978, pelos amigos Ben e Jerry, já em 1985, ambos criaram uma fundação para doar 7,5% de todo o lucro anual da empresa para projetos sociais. Quatro anos depois, a companhia anunciava que o leite utilizado na fabricação de seus sorvetes não tinha hormônios.

Apesar de ter sido comprada pela multinacional Unilever, nos anos 2000, a Ben & Jerry’s manteve sua alma social e ambiental. Ao longo das últimas décadas, usa seus produtos para falar sobre mudanças climáticas, por exemplo. Suas embalagens são utilizadas como alerta contra a exploração de petróleo no Ártico e contra o presidente Donald Trump. Ou ainda em apoio à campanhas pela defesa da vida dos negros, dos direitos dos LGBT e do comércio justo.

O mais recente engajamento da sorveteria é pelo fim dos resíduos plásticos. Em comunicado à imprensa, a marca anunciou que irá deixar de usar colheres, canudos e copinhos feitos desse material, nas 600 lojas da rede, em todo mundo.

Atualmente a cadeia usa 2,5 milhões de canudos e 30 milhões de colheres plásticas, por ano. “A reciclagem não nos fará acabar com esse problema”, diz Jenna Evans, diretora global de sustentabilidade da marca. “Nós e o resto do mundo precisamos deixar de utilizar o plástico de uso único”.

O chamado plástico de uso único é aquele descartável, que se utiliza rapidamente e depois é descartado.

“O plástico de uso único é uma ameaça de poluição diferente de tudo que já vimos antes”, afirma Paul Burns, diretor da marca. “Em todo mundo, ele está sufocando nosso meio ambiente e ameaçando a vida selvagem. A única solução é parar de usá-lo”.

Desde agosto do ano passado, os canudos só eram distribuídos nas lojas Ben & Jerry’s se o cliente solicitasse e na maioria delas, eles já eram feitos de outros materiais alternativos, biodegradáveis. Até abril próximo, as colheres plásticas serão substituídas pelas de madeira e até o final de 2020, os copos serão fabricados por outros materiais, que não o plástico.

Até este momento, os copinhos são feitos com papelão, de madeira certificada, mas envolvidos em uma película de polietileno, o que torna a reciclagem muito difícil.

“No curto prazo, eliminar canudos e colheres de plástico não vai salvar o mundo”, reconhece Evans. “Mas é um bom começo rumo à mudança de comportamento”.

Embalagem da campanha pela diversidade “Resista”

O comprometimento da Ben & Jerry’s com a questão socioambiental não é de hoje. Em 2002, a empresa lançou programa para reduzir seu impacto ambiental através da compensação de carbono de suas fábricas em Vermont, nos Estados Unidos. Ela também tem a meta de utilizar somente energia limpa em suas plantas  até 2020.

Leia também:
Se derreter, melou! O que acontece com seu sorvete com o aquecimento global?
Depois dos canudos, Rio de Janeiro poderá banir copos plásticos
Starbucks deixará de usar canudos plásticos em todas suas lojas até 2020
Cotonetes e canudos devem ser banidos da Inglaterra em 2019
Coca-Cola junta em comercial animais em risco de extinção, garrafas e canudos plásticos, no Ártico

União Europeia contra o plástico

Fotos: reprodução Facebook Ben & Jerry’s 

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta