Banho e dignidade para moradores de rua da Califórnia e da Bahia

 lava-mae-banho-morador-de-rua-1-j

Com higiene, vem a dignidade. Com dignidade, a oportunidade.

Com base nesse princípio e, também, na ideia – propagada pelas Nações Unidas – de que o acesso à água e ao saneamento é um direito humano básico, um grupo de cidadãos de São Francisco, na Califórnia, ajudou a impulsionar o lindo projeto de Doniece Donovan: Lava Mae, que remete a “lavame”, em espanhol.

lava-mae-banho-morador-de-rua-doneice-donovan-jCiente de que não há chuveiros suficientes (são apenas 16) para atender os mais de três mil moradores de rua da cidade (6.500 desabrigados), em 2014, ela teve a ideia de equipar um ônibus com banheiros completos – e todos os apetrechos necessários para um bom banho: água quente, toalhas, sabonetes, escovas e pastas de dente, pentes etc – e circular pelos bairros.

Especialista em marketing e relações públicas, Doniece trabalha para organizações privadas e sem fins lucrativos e sua grande paixão é encontrar soluções únicas para problemas que parecem insolúveis. Ela sempre se preocupou com o crescimento da população de homeless em São Francisco – que são citados até em guias turísticos. Mas foi ao ouvir uma mulher gritar na rua, repetidamente, que nunca esteve limpa, que projetou em sua mente a resposta perfeita para transformar essa realidade.

Mas por que um ônibus? Esta foi a melhor solução encontrada para driblar os preços abusivos dos imóveis, o que livra o projeto de despejos e inadimplência. E também é uma forma de atender todas as pessoas que vivem nas ruas, não importa onde estejam, mas principalmente no Distrito de Mission.

O grande valor do trabalho realizado pela executiva e todos que se engajaram nesta causa está em poder quebrar o ciclo da desumanização. A cada banho, os sem-teto ganham um pouco de esperança para prosseguir e para acreditar que melhores dias virão.

lava-mae-banho-morador-de-rua-3-erik-j O jovem Erik é um exemplo disso. Quem o vê hoje, não acredita que, há apenas seis meses, ainda morava na rua. Hoje, trabalha numa empresa de engenharia e visita a equipe do Lava Mae, todas as sextas feiras, para incentivar todos a prosseguir, inclusive os homeless. As fotos ao lado, mostram sua transformação.

O otimismo de Bevan Dufty, do gabinete do Prefeito de São Francisco, Edwin M. Lee, resume bem a dimensão dessa iniciativa para a cidade: “Com seu primeiro banho no Lava Mae, é possível imaginar que muitos moradores estão dando o primeiro passo para abandonar essa situação de rua”.

O projeto piloto foi lançado em abril de 2014 e, até o final desse ano, o Lava Mae já havia oferecido mais de 1.500 banhos. Hoje, são 60 banhos/ dia, quatro vezes por semana. Este ano, a ideia é chegar a 50 mil.

Responsabilidade social, sim! Mas ambiental também

lava-mae-banho-morador-de-rua-3-jPara tornar viável o Lava Mae e não criar nenhum impacto ambiental, a equipe que projetou e reformou o ônibus buscou soluções inteligentes.

Para a limpeza dos banheiros é utilizado desinfetante hospitalar eco-friendly. Já as águas residuais – ou águas cinzas – são tratadas e podem ser drenadas de volta para os vasos sanitários, além de coletadas por uma empresa especializada. Toda a água utilizada nas atividades é paga pelo projeto, como faz qualquer cidadão.

O projeto contempla o uso de energia solar, mas talvez no futuro. Para driblar a impossibilidade de incluir esse sistema no início de suas atividades, foram inseridas claraboias para criar um espaço iluminado e brilhante internamente, já que o ônibus é todo fechado.

O aquecedor de água e a parte elétrica do ônibus são mantidos por baterias recarregáveis.

De São Francisco para o mundo… e a iniciativa baiana

Quando criou o Lava Mae, Doniece não pensou que sua ideia pudesse crescer com tanta velocidade. Nem seus parceiros imaginavam isso. Mas com as transformações sociais que o projeto tem causado, eles sabem que é muito importante espalhar esse movimento pelo planeta. Por isso, fornecem informações sobre seu plano de negócios, orçamento e melhores práticas. É só fazer contato com essa turma bacana pelo site.

Já existem interessados em Los Angeles, Atlanta, Singapura e… São Paulo! Até o fechamento deste texto, não descobri quem pretende implantar o Lava Mae na capital paulista, mas tenho outra boa notícia: na cidade de Vitória da Conquista, na Bahia, já existe uma iniciativa local  que também oferece um banho quentinho para quem vive nas ruas da cidade mais fria do estado: são cerca de 100 pessoas.

banho-solidario-morador-de-rua-1-jBanho Solidário pode não ter sido inspirado no Lava Mae, mas nos faz compreender que essa ideia está no ar. O projeto é bem menor e foi criado pelo empresário Claudio Lacerda, com a ajuda de um amigo.

Com o apoio financeiro de outros empresários, ele circula uma vez por semana pela cidade, com os dois banheiros – um feminino e outro masculino e que só têm chuveiros – em um reboque puxado por uma caminhonete, que ainda carrega um reservatório de água aquecida.

Como o Lava Mae, o projeto baiano também oferece xampu, sabonete, escova e pasta de dente, toalha e roupa, além de orientações sobre a importância da limpeza do corpo. “A falta de higiene pode causar doenças, como o câncer no pênis”, contou Lacerda ao Blog do Anderson (único a dar a notícia, que foi replicada em diversos sites. A foto acima é dele).

O Banho Solidário foi lançado no final de setembro em uma feira de responsabilidade social realizada na cidade.

Quer saber mais sobre o Lava Mae, da Califórnia? O assunto é mesmo apaixonante: navegue no site e também em seu canal no You Tube. Selecionei três vídeos (em inglês) que explicam bem o que é o projeto:

Fotos: Divulgação

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.

5 comentários em “Banho e dignidade para moradores de rua da Califórnia e da Bahia

  • 13 de outubro de 2015 em 11:04 AM
    Permalink

    Que projeto maravilhoso, dia desses estava pensando sobre isso.. um banho é libertador.

    Parabéns a todos os envolvidos.

    Resposta
    • 14 de outubro de 2015 em 12:22 AM
      Permalink

      Olá Eliete!
      Fico muito feliz de saber que você gostou.
      Reparei que é leitora assídua do Conexão Planeta
      .
      O banho e realmente precioso e pode ajudar na recuperação de qualquer ser humano perdido como a maioria dos moradores de rua pelo mundo. É de iniciativas assim, inspiradoras, que precisamos.

      Grande abraço
      Mônica

      Resposta
  • 14 de outubro de 2015 em 8:30 AM
    Permalink

    Sim Mônica, leio tudo que vocês postam, vim para o site por intermédio do Gaiatos e Gaianos, e me indentifiquei com todos da casa, divulgo o site para todos os meus amigos.

    Contem comigo! tamo junto.

    Resposta
    • 14 de outubro de 2015 em 9:40 PM
      Permalink

      Obrigada pela força e pela companhia, Eliete! <3 Conte com a gente também. ;-)

      Resposta
  • 24 de maio de 2017 em 11:10 AM
    Permalink

    Vocês teriam alguma informação a respeito de como funciona a ventilação e exaustão do ônibus ?

    Resposta

Deixe uma resposta