Baleia cachalote encontrada morta na Indonésia tinha sacolas, sandálias e mais de 100 copos plásticos no estômago

Baleia encontrada morta na Indonésia tinha sacolas, sandálias e mais de 100 copos plásticos no estômago

Ela não é a primeira e parece que, infelizmente, nem será a última, caso nada seja feito urgentemente para reduzir o consumo global de plástico e dessa maneira, diminuir e evitar o despejo desse tipo de lixo nos oceanos.

A carcaça da baleia cachalote (Physeter macrocephalus) – maior mamífero com dentes do planeta, que pode alcançar até 20 metros de comprimento e pesar 45 toneladas -, foi encontrada encalhada em uma praia na Ilha de Kapota, em Wakatobi, na Indonésia.

Baleia encontrada morta na Indonésia tinha sacolas, sandálias e mais de 100 copos plásticos no estômago

Carcaça da cachalote resgatada pela equipe do WWF-Indonésia

Apesar de já ter entrado em decomposição, as autoridades que fizeram o resgate do corpo do animal informaram que dentro de seu estômago foi encontrada uma quantidade enorme de plástico. Eram quase 6 kg de resíduos, entre eles, garrafas, sandálias de dedo, cordas, redes de pesca e 115 copos plásticos. No total, foram achados mais de 1 mil objetos e pedaços de plástico.

Como a carcaça estava em condições ruins, não foi feita uma autópsia, então não é possível afirmar que a causa da morte foi o plástico no estômago.

Restos de garrafas e copos plásticos achados dentro da baleia

A Indonésia é um arquipélago, localizado entre a Ásia e a Oceania. Sua população é estimada em 260 milhões de pessoas e sua produção de lixo só fica atrás da China, o maior poluidor marinho do planeta, de acordo com um estudo publicado na revista Science em janeiro deste ano.

No começo deste texto, digo que esta não é a primeira nem será a última baleia a ser descoberta com o estômago cheio de plástico. Isso porque este já é o terceiro cetáceo que aparece morto, só em 2018, e que tem o registro feito pela mídia, com resíduos feito com este material dentro do corpo.

Em abril, uma cachalote encalhou na Espanha com 29 kg de plástico no estômago. Dois meses depois, outra baleia morta, dessa vez na Tailândia, tinha engolido 80 sacolas plásticas.

É hora de dar um basta no lixo plástico! O problema já saiu de controle há muito tempo. Antes que não exista mais vida marinha nos oceanos, a sociedade precisa se conscientizar, de uma vez por todas, que NÃO, não é possível mais produzir, consumir e descartar plástico da maneira que fizemos até hoje!

Fotos e informações: reprodução Facebook WWF-Indonesia

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para várias publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, acaba de mudar para os Estados Unidos

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para várias publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, acaba de mudar para os Estados Unidos

Deixe uma resposta