Arte e gastronomia se unem em alerta contra desperdício de alimentos

Arte e gastronomia se unem em alerta contra desperdício de alimentos

Na sua próxima refeição, olhe com atenção para seu prato. Imagine que 1/3 dele irá para o lixo. E pense que isso se repete todos os dias. Esta é a situação atual que ocorre com os alimentos produzidos no planeta. Mais de 30% de todos os alimentos plantados no mundo acabam tendo como destino o lixo. Não estamos falando de comida estragada, mas frutas, verduras, legumes e outros produtos – perfeitos ainda para o consumo humano – que são descartados por uma série de motivos: falhas no transporte, preocupação com a estética, utilização incorreta. Enquanto este enorme desperdício acontece sob nossos olhos, milhões de pessoas em países pobres, sobretudo da África e Ásia, passam fome e morrem desnutridas.

Para chamar a atenção da população sobre o assunto, artistas e chefs se juntaram para criar a exposição coletiva Vestígios – a relação do homem com o alimento, que será realizada na Galeria Rabieh, em São Paulo, até o final de junho.

A mostra reúne o trabalho de artistas nacionais e internacionais. São fotografias, vídeos arte, performances e instalações. A foto que abre este post, por exemplo, da bandeja de prata com morangos podres, faz parte da série fotográfica One Third (Um terço, em inglês) e é do austríaco Klaus Pichler. Já o alemão Uli Westphal, na obra Mutatoes (que você confere logo abaixo) denuncia a quantidade de alimentos perfeitamente nutritivos e saborosos que são “feios” demais para chegar aos supermercados.

Mutatoes (3)

A denúncia da obra “Mutatoes”: alimentos bons para o consumo são descartados porque
não estão dentro dentro da estética do consumo

O brasileiro Rodrigo Braga apresenta a série fotográfica De compaixão cínica. Nela, ele mostra a relação desleal
entre homem e natureza. Nas imagens, o artista relaciona partes de restos de bichos, vendidos em feiras, com partes do corpo humano, provocando choque e reflexão no espectador.

Entre os chefs nacionais que participam da exposição estão Neka Menna Barreto, Edinho Engel, Leo Botto e Tainá Guedes, que também faz a curadoria da mostra em colaboração com Daniel Rangel.

Nutricionista, a gaúcha Neka é uma das chefs mais celebradas no cenário da comida saudável. Em seus pratos, ela utiliza ingredientes bem brasileiros. Em Vestígios – a relação do homem com o alimento, ela vai propor, juntamente com sua instalação comestível, uma reflexão sobre nossa relação com o desperdício. “Somos todos parte de um sistema alimentar complexo, onde cada indivíduo está relacionado a ela, independentemente da profissão, religião e outros valores. Uma colcha de retalhos, feita de alimentos secos, metaforiza a grande rede onde o desperdício está envolvido, trazendo ao mesmo tempo uma solução para o problema, considerando-se a secagem de alimentos como um dos caminhos para preservar vegetais e plantas comestíveis”, afirma.

A exposição abre ao público na quarta, 01/06. Ótima dica de programação para um final de semana!

Exposição “Vestígios – a relação do homem com o alimento”
Data:
01 a 30/06
Horário: terça a domingo, 11h às 19 h
Local:
Galeria Rabieh
Endereço: Alameda Gabriel Monteiro da Silva, 147 – São Paulo
Maiores informações – (011) 3062 7173 ou info@galeriarabieh.com.br
Agendar visita guiada: educativo@brazimage.com

Leia também:
Jamie Oliver convida você a se juntar à #FoodRevolution
WeFood: supermercado que só vende produtos fora do prazo de validade é inaugurado na Dinamarca
Feios por fora, bonitos e (deliciosos) por dentro
Alimentos “feios” dão oportunidades a pessoas necessitadas na Espanha
Gosta de carne, mas quer consumir menos? Tente o “reducitarianismo”

Fotos: divulgação

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou em Zurique, na Suíça, de onde colaborou para diversas publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Info, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Atualmente vive em Londres.

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou em Zurique, na Suíça, de onde colaborou para diversas publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Info, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Atualmente vive em Londres.

Deixe uma resposta