Amazônia é um dos destaques da 2a. Brasil Eco Fashion Week, em São Paulo, de 15 a 17 de novembro

Empresários, consumidores, compradores, criativos, marcas e influenciadores que trabalham com moda e estão engajados com causas socioambientais estarão reunidos na Unibes Cultural (Rua Oscar Freire, 2500, São Paulo) nesses três dias para debater, refletir e encontrar caminhos para o crescimento da inovação e, consequentemente, da sustentabilidade no setor. Em resumo, apontar caminhos e alternativas em prol da moda consciente.

Assim, a segunda edição da Brasil Eco Fashion Week (BEFW) terá talks, palestras, rodadas de negócios, workshops e destiles com profissionais de várias partes do país. Com um detalhe: o encontro é gratuito. Basta se inscrever para participar.

“Queremos fazer um evento de moda que represente o poder de incluir, agregar, e somar, contrariando o estereótipo que a moda é para poucos” destaca Fernanda Simon, uma das idealizadoras do evento.

“Acreditamos na importância de trazer inovações tecnológicas, pois estamos em um momento de mudanças econômicas que atinge diretamente diversos setores, inclusive o da moda”, complementa Rafael Morais, parceiro de Fernanda na criação da BEFW.

Espaços exclusivos para a Amazônia e para a ECOnomia

A maior floresta tropical do mundo será lembrada e levada para perto dos participantes por meio de palestras, vídeos, palestras e também pela criação de algumas marcas.

Entre os destaques estão o workshop de Ecologia Profunda com a jornalista e especialista em Amazônia, Karina Miotto (colaboradora do Conexão Planeta), a apresentação do Linha do Tucum, projeto realizado por uma comunidade amazônica, além da moda de marcas da região como Vert e Flavia Amadeu.

Criado em parceria com o Sebrae, outro espaço interessante do evento é o ECOnomia, que promoverá rodadas de negócio, capacitação para empresários e outras atividades de fomento ao empreendedor de moda.

Show-room, interatividade, exposição e desfiles

Cerca de 50 marcas de roupas e acessórios participarão da EBFW para vender seus produtos tanto no atacado. como no varejo. Ótima oportunidade para conhecer, num mesmo espaço, o que está sendo feito de mais sustentável na moda no Brasil.

Os organizadores da BEFW querem acreditam na importância dos fazeres manuais e da conexão com aquilo em que colocamos a energia, e, por isso, propõe atividades que convidam à interatividade com base nas práticas de upcycling, customização e tingimento natural.

Sob a curadoria do Instituto Rio Moda, a Eco Brasil Fashion Week também reservou espaço para uma exposição bastante interessante: a Mostra de Moda e Design Sustentávei, que o instituto sempre atualiza quando participa de eventos especializados.

Cerca de 17 desfiles de marcas pioneiras em sustentabilidade fazem parte da programação, celebrando a diversidade de estilos e a beleza nas histórias por trás das roupas e dos acessórios.

programação completa está disponível no site da BEFW. Consulte e faça sua agenda para otimizar sua visita ao evento. Acompanhe também pelo Instagram

Agora, assista ao vídeo que resume a primeira edição da Brasil Eco Fashion Week, realizada em 2017, para compreender um pouco da dimensão do que espera os participantes deste ano, nos dias 15, 16 e 17 de novembro.

Fotos: Agência Fotosite/Divulgação (a foto de destaque deste post é de Marcelo Soubhia

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.

Deixe uma resposta