Airbnb quer encontrar abrigo para 100 mil desalojados

Airbnb promete encontrar abrigo para 100 mil pessoas desalojadas

O serviço de compartilhamento de acomodações Airbnb – recentemente avaliado em US$ 31 bilhões – acaba de anunciar que ajudará a encontrar lares temporários para mais de 100 mil pessoas que não têm onde morar em até cinco anos. Para atingir o objetivo, a startup norte-americana vai contar com o apoio do designer Cameron Sinclair, reconhecido por trabalhos humanitários.

Desde o ano passado, Sinclair vem trabalhando no desenvolvimento de uma série de projetos com o Airbnb, um exemplo bem-sucedido de novo modelo de negócio da economia compartilhada. Entre eles, está o ambicioso plano de fornecer acomodação para refugiados, pessoas prejudicadas por desastres naturais e outras pessoas desabrigadas que buscam um lugar para dormir.

A esperança do Airbnb é mobilizar, pelo menos, um milhão de pessoas que atualmente alugam suas casas e quartos por meio do aplicativo para se registrarem como “anfitriões pelo bem” (em tradução livre do inglês “hosts for good”). Isso sinalizaria que eles estão dispostos a abrigar pessoas desalojadas. O cofundador do Airbnb, o também designer Joe Gebbia, disse querer garantir que o serviço aproveite a rede de aproximadamente três milhões de anfitriões para ajudar a resolver problemas no mundo.

Sinclair é cofundador da organização sem fins lucrativos Architecture for Humanity, que funcionou de 1999 a 2015 prestando serviços de construção e design para comunidades de todo o mundo prejudicadas por desastres naturais. Depois disso, o designer trabalhou para a fundação humanitária Jolie-Pitt Foundation, das celebridades Brad Pitt e Angelina Jolie. Atualmente, Sinclair dirige a empresa de arquitetura Small Works, que está focada no segmento de construção para comunidades passando por necessidades.

Abaixo, assista ao vídeo #weaccept (“nós aceitamos”, em tradução livre do inglês) produzido pelo Airbnb para anunciar a ambição de hospedar pessoas desalojadas:

Foto: UN Photo/R LeMoyne (Refugiados de Kosovo, 1999)

Leia também:
Refugiados moram em resort abandonado na Grécia
Abrigo para refugiados é grande vencedor de prêmio internacional de design

Marina Maciel

Jornalista, Marina escreve sobre meio ambiente para diversas publicações brasileiras desde 2011. Já colaborou para veículos como Superinteressante, Exame, VEJA, VEJA SP, M de Mulher, Casa Claudia, VIP, Cosmopolitan Brasil, Brasil Post, National Geographic Brasil, INFO e Planeta Sustentável.

Deixe uma resposta