Abraço Cultural, curso de idioma com refugiados, em segunda edição

abraco-cultural-aberturaLançada, no primeiro semestre deste ano, pela plataforma social Atados, em parceria com o Adus – Instituto de Reintegração do Refugiado Brasil, a Bibliaspa e a Escola de Teatro – o Abraço Cultural inovou (e encantou) ao lidar com um tema atual e muito desafiador: o acolhimento de pessoas que precisaram fugir de seus países para sobreviver. Neste momento em que acompanhamos de longe o drama de milhares de refugiados da Síria e norte da África e as reações pouco amistosas de europeus e pelo mundo, esta iniciativa parece ainda mais essencial.

abraco-cultural-cartaz-menor.jpgCom o objetivo de promover troca de experiências, geração de renda e valorização pessoal e cultural de refugiados residentes no Brasil, o Abraço oferece não só um curso de idiomas para brasileiros – francês, inglês, espanhol e árabe, nos níveis básico, intermediário e avançado -, mas uma ótima oportunidade para que vivenciem aspectos culturais de outros países por meio do compartilhamento das histórias de cada professor e também de músicas, filmes, culinária, história, política e festas típicas. Além de possibilitar a quebra de barreiras e preconceitos.

Como a formação dos professores é bem variada e a maioria não dava aulas antes, o Abraço Cultural mantém equipe pedagógica (voluntária) de apoio, responsável por sua capacitação.

A expectativa para o primeiro curso era de reunir 40 alunos, mas a notícia atraiu cerca de 500 interessados; apenas 123 foram atendidos e divididos em 12 turmas. Nesta segunda edição, o objetivo é atingir 450 alunos, distribuídos em 30 turmas. As aulas para os primeiros inscritos começam hoje, mas o curso continua recebendo inscrições para novas turmas.

E, por enquanto, a iniciativa se restringe a São Paulo, sempre na sede do Atados, à Rua Capote Valente, 701, Pinheiros, São Paulo, SP. Mas, com o tempo, é possível que o curso seja replicado em outras cidades.

Mais informações, no site do Abraço Cultural e em sua página no Facebook. No final deste texto, o vídeo da campanha.

Refugiados no Brasil

Levantamento realizado em outubro de 2014 pelo Comitê Nacional para Refugiados (Conare), divulgou que, no Brasil, há cerca de 7.400 refugiados, de 81 nacionalidades, principalmente vindos de Angola, República do Congo, Síria e Colômbia.

 

Imagens: Divulgação

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na Claudia e Boa Forma, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, considerado o maior portal no tema pela UNF. Integra a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade.

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na Claudia e Boa Forma, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, considerado o maior portal no tema pela UNF. Integra a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade.

2 comentários em “Abraço Cultural, curso de idioma com refugiados, em segunda edição

Deixe uma resposta