Aberta vaga para bolsa de pós-doutorado em segurança alimentar no Inpe

aberta vaga para bolsa sobre segurança alimentar - imagem de arroz

Já somos 7 bilhões de habitantes no planeta. Estimativas indicam que até 2050, outros 2 bilhões de pessoas serão adicionados à população global. Como alimentar tanta gente?

Para estudar esta questão a fundo, o Centro de Ciência do Sistema Terrestre (CCST) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) oferece uma oportunidade de pós-doutorado em Modelagem Ambiental com bolsa da Fapesp.

O bolsista integrará a equipe do Projeto Temático Devil: promovendo segurança alimentar com disponibilidade restrita de terra, financiado pela FAPESP em parceria com o Belmont Forum.

O projeto propõe examinar os desafios globais e regionais na busca pela garantia da segurança alimentar atual e futura, considerando as limitações em área e de produtividade para a expansão agrícola.

O estudo incluirá, por meio de modelagem socioambiental, uma avaliação sobre as interações e retroalimentações entre os fatores determinantes das mudanças de uso da terra e possíveis impactos na produção de alimentos e na segurança alimentar.

O bolsista estará particularmente envolvido no desenvolvimento da pesquisa científica dentro do CCST/Inpe, em parceria com instituições internacionais integrantes do consórcio de instituições colaboradoras do projeto Devil.

Irá liderar o trabalho de modelagem na componente brasileira do projeto, sendo que as análises serão inicialmente realizadas por meio de modelos globais, espacialmente desagregados, e bases de dados sobre características dos solos, uso da terra, culturas agrícolas e produção animal, desenvolvidos por parceiros no consórcio. O bolsista será também responsável por incorporar os dados e resultados dos modelos de uso e cobertura da terra no modelo FEEDME, uma plataforma de modelagem global de segurança alimentar desenvolvida pela Alberdeen University, no Reino Unido.

O modelo global FEEDME, alimentado pelas estatísticas da FAO e por necessidades nutricionais, será utilizado para derivar as demandas alimentares e os perfis das dietas em nível nacional.

Complementarmente, serão utilizados modelos baseados em agentes incluindo variáveis sobre características sociais, políticas e econômicas para produção de alimentos e comercialização entre países. Juntos, esses modelos irão simular cenários de modo a satisfazer a demanda por alimentos localmente, ou como commodity global, com determinada e regionalizada disponibilidade de recursos relacionados ao solo, culturas agrícolas e produção animal.

Análises regionais investigarão os impactos na segurança alimentar, mudanças no uso do solo e alguns serviços ecossistêmicos nas três regiões que são estratégicas para a segurança alimentar e mudança no uso do solo: América do Sul, África Subsaariana e Sul da Ásia.

Este projeto objetiva produzir uma série de artigos que serão publicados na literatura científica de alto impacto e informações que serão críticas aos geradores de políticas, à indústria e a outros tomadores de decisão.

Os candidatos deverão ter doutorado em Conservação de Recursos Naturais ou Ciências Ambientais concluído há menos de sete anos, experiência comprovada em modelagem de uso e cobertura da terra, preferencialmente no modelo CLUE-S e nos arcabouços de modelagem LuccME/TerraME.

Deverá ter também conhecimentos de programação em R/ e LUA e sobre tema de interações e retroalimentações entre dinâmicas de uso da terra e sistemas socioambientais no Brasil.

Os interessados deverão enviar, em formato PDF, currículo atualizado, carta de interesse (uma página) e nomes e dados de contato de três referências pessoais para o pesquisador principal Jean Pierre Henry Balbaud Ometto no e-mail jean.ometto@inpe.br.

A oportunidade está publicada neste site da Fapesp.

O selecionado receberá bolsa de Pós-Doutorado da Fapesp no valor de R$ 6.143,40 mensais e Reserva Técnica. A Reserva Técnica da bolsa de PD equivale a 15% do valor anual da bolsa e tem o objetivo de atender a despesas imprevistas e diretamente relacionadas à atividade de pesquisa.

Caso o bolsista resida em domicílio diferente e precise se mudar para a cidade onde se localiza a instituição sede da pesquisa, poderá ter direito a um Auxílio-Instalação.

Mais informações sobre a bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP estão disponíveis aqui.

Outras vagas de bolsas de Pós-Doutorado, em diversas áreas do conhecimento, estão no site FAPESP-Oportunidades.

Foto: domínio público/pixabay

Um comentário em “Aberta vaga para bolsa de pós-doutorado em segurança alimentar no Inpe

Deixe uma resposta