A transparência da borboleta

borboleta

Borboletas são o símbolo da transformação na natureza. De lagartas que muitos têm como repugnantes, em alguns casos consideradas pragas, a insetos admirados pela sua beleza, cores, formas harmoniosas, leveza e pela sua utilidade na polinização na floresta e nas plantações.

Estas jóias da natureza também são um desafio para fotógrafos apaixonados em registrar insetos no seu ambiente natural.

Os Lepidópteros, ordem a qual pertencem as borboletas e mariposas, alçam voo ao menor movimento o que as torna difíceis a aproximação, colocando à prova o mais tranquilo dos fotógrafos. Também é necessário um conhecimento mínimo dos hábitos deste maravilhoso grupo de insetos.

Para registrar esta borboleta de asas transparentes, a Pseudoscada erruca, como é conhecida no meio científico, foram algumas horas procurando o local perfeito. Esta espécie é típica de interior de floresta e eu queria dar esta sensação pois fazia parte de um trabalho sobre a mata.

O desafio foi conseguir um local onde elas estivessem frequentando, que mostrasse a luz penetrando tenuamente entre as árvores e que ficasse evidente a função polinizadora. Após encontrar uma flor que elas gostam e que estava na condição ideal para a foto, fiquei de prontidão com dois flashes para iluminar a borboleta e dar a sensação da transparência da asa, e ao mesmo tempo, mostrar o ambiente florestal em que ela vive.

Foram alguns disparos, centenas de picadas de mosquito, muito calor, uma posição desconfortável, mas o resultado valeu a pena. A imagem retrata o que eu estava tentando captar: beleza, cores e transparência das asas, formas harmoniosas, leveza e sua importância como polinizadores, e ainda, sua relação harmoniosa e fundamental com a floresta.

Zig Koch

Fotógrafo profissional com ênfase em imagens de natureza, turismo e viagens. Autor de 14 livros e 25 exposições individuais, sendo quatro internacionais. Percorreu todos os biomas brasileiros, viajou para vários países de outros continentes, fotografando para revistas, ONGs e empresas.

Deixe uma resposta