A nova geração de telhados solares já está a caminho

telhado solar

O anúncio ainda não foi oficial. Mas o empresário Elon Musk, CEO da Tesla Motors, deixou escapar a novidade durante uma coletiva de imprensa: em breve estarão disponíveis no mercado “telhas solares” e não mais painéis solares para serem instalados nos telhados.

A nova tecnologia está sendo desenvolvida em conjunto pela Tesla, fabricante de carros elétricos, e a Solar City, maior empresa de energia solar dos Estados Unidos, da qual Musk é o principal acionista e pela qual o empresário fez uma oferta de compra de 2,6 bilhões de dólares recentemente (leia mais neste outro post).

O produto deve ser lançado em 2017, mas não foram divulgados ainda maiores detalhes técnicos. Todavia, pelo que foi antecipado, a nova tecnologia não vai acabar ou inviabilizar a utilizada atualmente.

Só nos Estados Unidos, estima-se que são trocadas 5 milhões de telhas por ano. A ideia é que este mercado gigantesco se torne um novo segmento para a energia solar. “Se o seu telhado está ficando velho, certamente você não vai querer colocar um painel solar sobre ele porque em breve precisará trocar as telhas antigas”, comentou Musk. “Está aí então um enorme nicho de mercado”.  E ele deu então a pista. “Não queremos entregar a surpresa agora, mas acho que as pessoas vão ficar realmente impressionadas com o que verão”.

Em julho, a Tesla Motors anunciou a abertura de uma fábrica no estado de Nevada, que quando estiver em pleno funcionamento, em 2020, deverá produzir um volume gigantesco de baterias de íon-lítio para uso residencial. A expectativa é que com a produção em massa destas baterias, o valor do kilowatt/hora seja reduzido em até 30%.

As notícias não poderiam chegar em melhor momento. Em julho último, o mercado de energia solar dos Estados Unidos bateu um recorde de crescimento. Nunca antes na história do país, uma fonte renovável foi adicionada à matriz energética em tão grande quantidade. A energia solar conseguiu bater o carvão e o gás juntos! Somente no primeiro trimestre de 2016, ela representou 64% da nova capacidade instalada de geração de eletricidade americana.

Agora é só esperar pelo anúncio oficial de mais uma novidade de Elon Musk!

Leia também:
O domingo em que 95% da energia da Alemanha veio de fontes renováveis
A era do carvão chegou ao fim
Dinamarca bate novo recorde mundial: 42% da energia produzida no país é eólica
Mercado brasileiro de energia solar espera crescimento de 300% em 2016
Como o Uruguai conseguiu ter 95% de sua eletricidade gerada por fontes renováveis?

Foto: divulgação (foto meramente ilustrativa) 

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para várias publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, acaba de mudar para os Estados Unidos

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para várias publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, acaba de mudar para os Estados Unidos

Um comentário em “A nova geração de telhados solares já está a caminho

Deixe uma resposta