‘A escola como lugar de encontro com a natureza’ é tema de nova publicação do Alana

Está mais do que comprovado que ambientes ricos em natureza – como escolas e edifícios com pátios e áreas verdes, praças e parques – ajudam a promover a saúde física, mental e o desenvolvimento de habilidades cognitivas, sociais, motoras e emocionais das crianças.

É o que afirma recente estudo da Aliança Internacional de Espaços Escolares (International School Grounds Alliance (ISGA) e também a mais nova publicação do Instituto Alana por intermédio de seu programa Criança e NaturezaDesemparedamento da Infância – a escola como lugar de encontro com a natureza,

Ela será lançada em 7 de maio, a partir das 14h, no Itaú Cultural (Avenida Paulista, 149), em São Paulo, e contará com a presença de Rita Jaqueline Morais, uma das autoras da publicação e educadora da cidade de Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul, além de representantes do Alana e também da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime).

Quem quiser acompanhar ao vivo, deve fazer inscrição pelo site do programa. Depois do evento, a publicação ficará disponível para download no site do Alana.

O livro reúne experiências de escolas – no Brasil e no mundo – em que gestores entenderam a importância do convívio das crianças com a natureza nos pátios escolares e em outros territórios educativos como ambientes de aprendizado e brincar livre. E provoca uma reflexão muito importante: como contribuir para mudar a atual realidade e desemparedar a infância.

No lançamento haverá uma roda de conversa com a participação de Rita Jaqueline Morais, uma das autoras da publicação e educadora da cidade de Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul, além de representantes do Alana e também da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime).

“Urge pensarmos no desemparedamento da infância para que as crianças possam ter um desenvolvimento saudável e com maior liberdade nos espaços abertos das cidades, comenta Laís Fleury, diretora do Criança e Natureza, que continua:

“Por isso, nos inspiramos nos conceitos propostos por especialistas em diversas áreas da infância, a fim de sistematizarmos alguns caminhos para promover a ressignificação dos espaços escolares como local potente para o aprender com e na natureza. Queremos reverberar essas ideias para ampliar as possibilidade de conectar a educação com a vida que pulsa do lado de fora”.

Fotos: Children & Nature Network

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.

Deixe uma resposta