A Biblioteca da Floresta e os livros que falam de natureza, para todas as idades

Leitura é algo que combina com natureza. Afinal, desde os primeiros seres humanos, aprendemos a ler o mundo, que era pura natureza naquele começo. Ler, interpretar e nos deixar influenciar pelo que vemos, foi o que sempre fizemos. A palavra escrita apareceu muito mais tarde, depois de dezenas de milhares de anos, quando já estávamos organizados em grandes agrupamentos complexos e prontos para abstrair, para imaginar o que podia ser escrito.

Como dizem alguns de nossos povos originários, com a escrita prendemos as palavras no papel. No entanto, um livro lido por um adulto para uma criança tem quase a mesma força da transmissão oral de conhecimentos que garante a conservação das tradições para esses povos.

As palavras lidas com o coração podem ter a força criadora da palavra falada diretamente. Pelo menos acreditamos nisso e sentimos que, se for criada uma atmosfera gostosa e receptiva, cada momento de leitura pode tornar-se muito especial. Adoramos ler um bom livro à sombra de uma árvore ou enquanto escutamos as ondas do mar, não?

E nós, do Ser Criança é Natural (programa e blog), apreciamos um bom livro e apreciamos uma boa literatura infantil. Isso, principalmente depois que escrevemos o post A natureza em dez livros inspiradores para crianças, há dois anos, no qual revelamos nosso olhar para os livros infantis em que a natureza faz parte, seja como cenário, como personagem ou tenha algum tipo de relação com os seres humanos.

Ficamos mais atentas a essa literatura e ampliamos nosso repertório com a indicação de muitos seguidores também. Conversamos com amantes dos livros e nosso acervo foi crescendo. E, para compartilhar esse acervo riquíssimo com nossos seguidores e leitores, passamos a publicar posts em nosso perfil no Instagram, indicando um bom livro, sempre sob o nome de Biblioteca da Floresta.

No início, as indicações eram feitas por nós, apenas. Mas o movimento cresceu e ficou muito maior com as sugestões dos seguidores, de crianças e de adultos. E as indicações nos chegam de várias formas: pelo Instagram, nas oficinas que realizamos nos parques, em cursos e também por intermédio dos amigos.

Quanta natureza semeada pela literatura! Maravilha isso, porque biblioteca boa é biblioteca movimentada, em que os livros vão e voltam, as pessoas trocam suas impressões.

Apesar da classificação que demos a esse acervo, restringindo-o à literatura infantil, aos poucos percebemos que era preciso indicar esses livros para crianças de todas as idades, do nascimento ao fim da vida, porque todos trazem muita sensibilidade e reflexão.

Pra celebrar esta brincadeira – porque a gente adora brincar, né? – que chamamos de Biblioteca da Floresta, indicamos, aqui, mais cinco livros que fazem parte da nossa seleção. Divirta-se! 

Para onde vamos quando desabaremos?
Este livro nos foi indicado por uma família apaixonada por livros e que tem uma biblioteca encantadora: nossa amiga Heloisa Magri e seus filhos Antonio e Francisco (nossos amigos também!).

A autora é Isabel Minhós Martins, portuguesa, uma das fundadoras da editora Planeta Tangerina.

Seus livros são geralmente muito especiais. Se um livro tem seu nome na capa, pode ter certeza que o texto e a ilustração serão de muita qualidade.

Para onde vamos quando desaparecemos?Ele fala sobre as coisas e as pessoas que “desaparecem” a todo momento de nossas vidas e, também  sobre todas as perguntas que ficam entre o que/quem fica e o que/quem vai. Isabel, explora o tema com muita sensibilidade e imaginação.Com ilustrações de Madalena Matoso, no Brasil, o livro foi publicado pela Tordesilhas Livros

Escolhemos um vídeo da Fafá conta – Contadora de histórias, no qual ela conta lindamente a história da Isabel, pra você se divertir e mostrar para seus filhos, alunos… Se quiser acompanhar a artista, curta sua página no Facebook

Júbilo
Este é daqueles livros pra criança pequena, pra criança grande, pra quem quiser ler. Nos emociona, nos faz pensar, nos faz acreditar. Tanto é que ele tem feito parte das nossas últimas Formações de Educadores.

Júbilo foi escrito pela chilena Andrea Pizarro Clemo e conta a história de um jardineiro que foi obrigado a se aposentar. Com poesia e sensibilidade, ela discorre sobre o tempo, as relações e sobre quem somos.

Precisa falar algo mais? Sim!! Este é o livro de estreia da Amelí, editora recém-lançada pela Maria Amélia Jannarelli, do Blog do Livrinho! É nítida a preocupação com o design, com a qualidade dos materiais e com a afetividade que cerca o livro e chega até você!

De Flor em Flor
Encontrei este livro na prateleira de uma livraria e, na mesma hora em que o abri e folheei, vi em minhas mãos quase todas as crianças que conheço.

Se é pra falar das belezas miúdas que encontramos pelo caminho, este é o livro.

De Flor em Flor, de Jonarno Larson e Sydney Smith, foi publicado no Brasil pela Companhia das Letrinhas. É um livro (só) de imagens muito sensíveis! É sobre o ponto de vista da criança na cidade cinza e como se pode ver mais cor todos os dias!

Selvagem
Quem nos indicou Selvagem foi a Manu, filha da nossa amiga Paula Mastracola. Adoramos quando os livros chegam às nossas mãos pelas crianças, que fazem questão de nos contar a história. A autora é Emily Hughes e ele foi publicado no Brasil pela Pequena Zahar.

Conta a história de uma criança que cresceu na e com a natureza. Tudo que ela conhece é a natureza, tudo que ela aprendeu o fez com animais e plantas. Um dia seres humanos a encontram e a levam para a civilização. O que acontece? Leia para saber…

Fuja do Garabuja
Este livro foi escrito por Shel Silverstein e publicado pela Cosac Naify. Shel também escreveu A Árvore Generosa que já faz parte das nossas prateleiras.

Fuja do Garabuja reúne uma série de seres fantásticos apresentados em pequenos poemas. E quantos seres fantásticos existem na natureza, não?

Conhecemos o Garabuja numa Oficina no Sesc Campinas. O Mika participou das nossas brincadeiras e usou o Garabuja como inspiração para criar seus seres fantásticos nas árvores da unidade durante a oficinaCaras e Caretas. Foi uma indicação superespecial!

Acompanhe nossas indicações no Instagram usando a hashtag #bibliotecadafloresta. E – claro! – conte pra gente se gosta ou não dos livros que sugerimos, porquê, e faça parte deste movimento: sugira livros e autores de que mais gosta. Vamos adorar incluir mais livros na nossa Biblioteca da Floresta.

Foto: Renata Stort

Ana Carolina Thomé e Rita Mendonça

Ana Carolina é pedagoga, especialista em psicomotricidade e educação lúdica, e trabalha com primeira infância. Rita é bióloga e socióloga, ministra cursos, vivências e palestras para aproximar crianças e adultos da natureza. Quando se conheceram, em 2014, criaram o projeto "Ser Criança é Natural" para desenvolver atividades com o público. Neste blog, mostram como transformar a convivência com os pequenos em momentos inesquecíveis.

Deixe uma resposta