A beleza das abelhas em 11 retratos incríveis

abelhas

Elas têm tido destaque no noticiário não porque são lindas, mas porque estão em perigo, principalmente por causa do uso exagerado e diversificado de agrotóxicos, também da poluição do ar, da água, das mudanças climáticas… E nós estamos em perigo junto com elas, por consequência.

Elas são pequenas, mas muito poderosas para a agricultura e para a manutenção da biodiversidade: enquanto procuram alimento, distribuem o pólen. Sem as abelhas, a polinização não é possível. E, sem esta, também não pode haver vida, em qualquer lugar do planeta.

Por isso, o colapso das populações de abelhas em várias partes do mundo – aqui no Brasil também – é tão assustador. Em fevereiro, escrevi sobre novo estudo que apontava o declínio dramático de insetos – entre eles não só abelhas, mas besouros e formigas também – oito vezes mais rápido do que mamíferos, pássaros e répteis. E que, por outro lado, a população de moscas e baratas só aumentava.

Em fevereiro também, pesquisadores alertaram para o declínio da polinização no Brasilserviço ambiental sistêmico estimado em R$ 43 bilhões em 2018 -, que coloca em risco a produção de alimentos e a conservação da biodiversidade. publicamos noticia sobre a ameaça dos Agrotoxicos

Em geral, as notícias sobre abelhas não são animadoras. Existe uma ou outra iniciativa tentando driblar os perigos aos quais nós, seres humanos, as submetemos. E, por isso, as imagens do Laboratório de Inventário e Monitoramento de Abelhas mantido pelo US Geological Survey, que é a maior a maior agência de mapeamento de ciência biológica, água e terra dos Estados Unidos, são uma linda homenagem a elas.

Essa agência cataloga e identifica milhares espécies de bichos e insetos que vivem no país e pelo mundo. Entre elas, as abelhas. Ah… não encontrei as nossas brasileiríssimas abelhas sem ferrão, é verdade, mas isso não tira a beleza da seleção que ela mantém.

Na semana passada, em 20 de maio, comemoramos o Dia Mundial das Abelhas. Mas sempre é tempo de celebra-las, por isso, selecionei 11 belos retratos do acervo da US Geological Survey dessas criaturas tão pequeninas e tão fantásticas, das quais dependemos tanto para viver.

Fotos: US Geological Survey

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.

Deixe uma resposta