A beleza da natureza brasileira em imagens: conheça os vencedores do concurso Afnatura de fotografia

fotografia vencedora na categoria fauna do concurso afnatura

O Brasil é rico em belíssimas paisagens naturais e dono de uma biodiversidade exuberante, tornando-se o local dos sonhos para o trabalho de muitos fotógrafos de natureza.

Foi justamente para valorizar o trabalho destes profissionais e dar oportunidade a novos talentos no país – fotógrafos que divulgam nossos biomas, flora e fauna, aproximando assim o meio natural à cultura dos brasileiros – , que a  Associação dos Fotógrafos de Natureza (Afnatura) lançou no segundo semestre de 2015 o “1o Concurso de Fotografia de Natureza”.

O resultado da iniciativa foi surpreendente. O concurso, que recebeu o apoio da revista Fotografe Melhor, teve mais de 4.400 fotografias inscritas. Para escolher as grandes vencedoras, foram convidados profissionais experientes da área: Zig Koch, fotógrafo e presidente da Afnatura, Sérgio Branco, editor da Fotografe Melhor, Fábio Colombini, fotógrafo e diretor de imagens da Afnatura, João Marcos Rosa, fotógrafo, e Cristina Veit, editora de fotografia de várias revistas, entre elas, a National Geographic Brasil (tanto Zig Koch como João Marcos Rosa são colaboradores do blog Por Trás das Câmeras, aqui no Conexão Planeta).

Para que o julgamento das obras fosse totalmente isento, a comissão só ficou sabendo quem eram os autores após a decisão final do concurso. No final de dezembro, o grande vencedor foi anunciado e nós, do Conexão Planeta, ficamos especialmente felizes, já que Daniel De Granville, nosso colaborador também, recebeu o Prêmio Luiz Claudio Marigo. O nome do prêmio principal é uma homenagem a Marigo, fotógrafo de natureza e um dos maiores pesquisadores dos biomas e ecossistemas do país, que morreu abruptamente em 2015. Seu trabalho foi muito importante para a conservação de espécies de animais e plantas do Brasil.

Cada uma das cinco categorias do concurso – Paisagem Brasileira; Fauna; Flora, Fungos e Pequeno Mundo; Subaquática e O Homem e a Natureza – teve uma foto vencedora e quatro menções honrosas.

A foto da ariranha, tirada por Daniel, em Bonito, no Mato Grosso do Sul, concorreu na categoria Subaquática, na qual ele ainda ganhou uma menção honrosa com uma imagem de peixes (veja a imagem vencedora aqui).

A partir de hoje e ao longo dos próximos dias, vamos publicar os vencedores de cada categoria. Neste primeiro post, você confere as lindíssimas imagens de Fauna:

1º Lugar:

Guilherme Frainer

fotografia vencedora na categoria fauna do concurso afnatura

Relato do autor: “A noivinha-de-Trindade, Gygis alba, é uma ave que habita ilhas oceânicas do Oceano Atlântico. Durante uma expedição científica para a Ilha da Trindade – BR, tive a oportunidade de registrar esse indivíduo que, literalmente, pousou para a foto. Durante as caminhadas nas diversas trilhas da ilha, é possível encontrar esses animais sobrevoando nossas cabeças com intuito de afastar-nos de seus ninhos que estão sobre as rochas. O dia já estava acabando e já era hora de voltar para a estação científica quando essa noivinha resolveu me presentear com sua presença. Eu estava explorando o ambiente com uma lente macro bem no momento, só tive tempo de aumentar a velocidade de exposição para tentar congelar aquele momento. Essa foto não retrata, para mim, apenas a beleza da espécie em questão mas a pureza da natureza frente a uma situação assustadora – no caso, minha presença.”

Menções Honrosas

Reynaldo Leite Martins Junior

fotografia vencedora na categoria fauna do concurso afnatura

Relato do autor: “O local é o Rio Pixaim, Pantanal de Mato Grosso, município de Poconé, na região da Rod. Transpantaneira. Estava em um pequeno barco com motor de popa, à procura de uma onça pintada que estava aparecendo por lá com frequência. Vimos então uma Lontra com dois filhotes na margem do rio. Ela colocou um deles na água e virou-se para fazer o mesmo com o segundo, quando o primeiro saiu nadando em direção ao meio do rio. Um jacaré viu a oportunidade, o abocanhou e mergulhou, sem que a “mamãe lontra” tivesse percebido. Ela então procurou-o por um bom tempo, inclusive rodeando nosso barco na esperança de encontrá-lo conosco. Atacou dois jacarés na margem do rio, mordendo suas caudas. Esperamos o jacaré aparecer novamente na superfície para engolir o filhote. Ele se mostrou parcialmente por várias vezes e mergulhou novamente. Só depois de uns 40 minutos emergiu em uma condição que proporcionasse fotos adequadas. Entre o ataque e o momento em que o predador engoliu sua presa, passou-se quase uma hora. Embora tenha certa experiência em expedições fotográficas ao Pantanal, esse tipo de cena sempre me choca, essa em especial, em função do desespero da mãe a procura do seu filhote desaparecido. De qualquer forma, é a natureza selvagem em ação: interferir não é uma opção, e jacarés também precisam se alimentar para sobreviver.”

Eduardo de Oliveira Bastos
 fotografia vencedora na categoria fauna do concurso afnatura

Relato do autor: “Morcego da espécie Glossophaga soricina. Da ideia até a fotografia foram cerca de 4 meses percorridos. Este período foi necessário para a observação dos padrões de voo dos morcegos, locais visitados e escolha da técnica que seria usada para registrar o momento. Foram longas noites de tentativas e observações para chegar neste resultado.”

Giancarlo Zorzin

- - - 01-2- Giancarlo Zorzin 800

 Relato do autor: “Fotografia tirada no interior do Parque Nacional da Serra da Canastra, São Roque de Minas/MG, 29 de outubro de 2015. Após dias de chuva, em uma tarde de sol, acompanhei esse macho de lobo-guará (Chrysocyon brachyurus) se alimentado de frutos de Parinari obtusifolia, nos campos limpos da parte alta da serra, ao longo da estrada que corta o parque.

Príamo Albuquerque Melo Junior

 praia-800

Relato do autor: “Era dezembro de 2010, de tarde, estava de férias na casa de mãe em Aracaju/SE, quando decidi revisitar a base do Projeto Tamar em Pirambu; no ano anterior, a visita havia sido incrível. Dei sorte que haveria liberação de tartaruguinhas aquela tarde, cujas condições climáticas estavam excelentes, belas nuvens no céu, criando reflexos maravilhosos na areia molhada da praia. Assim que o grupo de tartaruguinhas foi liberado, rastejei atrás delas e quis mostrar seu primeiro contato com a água do mar e enfatizar a imensidão de mundo à sua frente. Isolar uma delas, como foi feito na fotografia apresentada aqui, ajudou a dar uma ideia da fantástica jornada que estaria por vir.”

Fotos: divulgação Afnatura

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou em Zurique, na Suíça, de onde colaborou para diversas publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Info, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Atualmente vive em Londres.

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante seis anos. Entre 2007 e 2011, morou em Zurique, na Suíça, de onde colaborou para diversas publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Info, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Atualmente vive em Londres.

3 comentários em “A beleza da natureza brasileira em imagens: conheça os vencedores do concurso Afnatura de fotografia

Deixe uma resposta