15 livros gratuitos para identificar aves

Vivem hoje pelos céus, florestas e oceanos do planeta mais de 10 mil espécies de aves, pode não parecer muito, mas esse número representa mais que o dobro das espécies de mamíferos, são milhares de espécies tão diferentes entre si, com características tão singulares que as tornaram aptas a ocupar praticamente todos os habitats terrestres, ao longo dos sete continentes.

No Brasil, se encontram nada menos que 1919 espécies. Toda esta biodiversidade – que engloba desde a gigantesca ema até o pequenino beija-flor -, nos classifica internacionalmente como o terceiro país do mundo em diversidade de espécies de aves.

Mas com tantas aves voando por aí, como é possível identificar um registro? Afinal, quais seriam as espécies que cantam todas as manhãs em frente às nossas janelas?

Foi pensando em resolver este problema que, já em 1890, a brilhante jovem ornitóloga norte-americana, Florence Augusta Merriam Bailey, publicou aquele que seria considerado como o primeiro guia para identificação de aves de campo: Birds Through an Opera-Glass.

Bem diferente das tradicionais chaves de identificação de espécies utilizadas pela comunidade científica, os guias de campo passaram a contar com inúmeras imagens e descrições que fornecem ao grande público uma ferramenta simples e inigualável para que qualquer pessoa seja capaz de identificar a qual espécie uma ave pertence.

No Brasil, um dos primeiros autores a publicar obras relativamente similares foi um agrônomo carioca. Nascido em 1883, Eurico dos Santos, foi autor de cerca de 50 livros sobre animais e plantas. Sua admiração pelas aves está expressa no prefácio do livro Da Ema ao Beija-Flor, de 1979: “Pudesse eu contagiar os meus leitores com a admiração pelas aves e o respeito pelas suas vidas, tão sagradas quanto as nossas, e teria conseguido o principal desejo que me guiou ao escrever este livro”.

Nas décadas seguintes, alguns pioneiros dedicaram suas vidas à elaboração e à publicação de guias de identificação de aves. Entre eles estão os autores dos livros Aves Brasileiras, de Dalgas Frisch e, Todas as Aves do Brasil, de Deodato de Souza.

Anos mais tarde, surgiriam dois novos autores que mudariam para sempre o cenário nacional: o talentoso ilustrador Tomas Sigrist, autor de inúmeros livros – em especial, um dos mais populares guias do Brasil, o Avifauna Brasileira – e o renomado fotógrafo da natureza Edson Endrigo, responsável por alguns dos mais belos livros fotográficos de aves do mundo.

Hoje, artistas, fotógrafos e ornitólogos publicam não apenas guias de identificação como também obras artísticas e livros sobre a história natural das aves.

Entre as inúmeras obras de altíssima qualidade, publicadas nos últimos anos, destacam-se:

– Guia de Observação de Aves – Parque Nacional da Tijuca, de Ivandy Castro-Astor e Claudia Bauer
Guia Completo para Identificação das Aves do Brasil, de Rolf Grantsau
– Terra Papagalli, de Eduardo Brettas e Luis Fábio Silveira
– Aves do Brasil – volumes Pantanal e Cerrado / Mata Atlântica do Sudeste, Martha Argel e outros autores
– Aves da Região de Manaus, de Mario Com-Haft
Tucanos e Araçaris Neotropicais, de Fredy Pallinger e Mariana Aprile e
Berços da vida – Ninhos de aves brasileiras, de Dante Buzzetti e Silvestre Silva.

Para os iniciantes, um dos guias impressos com melhor custo benefício é o Aves do Campus da Unicamp, lançado em 2013 pelos ornitólogos Dr. Ivan Sazima e Dr. Wesley Silva. A obra vem acompanhada de um CD com 85 vocalizações das espécies retratadas possibilitando conhecer o canto de cada uma delas, custa por volta de R$ 50 e inclui 169 espécies de aves, muitas das quais comuns na maioria das grandes cidades brasileiras.

Mas você ainda pode adquirir um livro sobre aves, gratuitamente. O Instituto Passarinhar preparou uma lista de 15 guias de identificação de aves totalmente gratuitosbasta clicar nos links abaixo e fazer o download.

  1. Aves do Acre – Guia publicado pelo pesquisador Edson Guilherme com a proposta de agrupar, em um único volume, todas as informações sobre as aves do Acre. É uma obra de referência para a consulta, não apenas pela Academia (desde o nível primário ao superior), mas também para ser utilizado por toda a sociedade, incluindo gestores de Unidades de Conservação e órgãos públicos de todos os níveis;
  2. Aves da Estação Ecológica de Carijós – De autoria de Fernando Bittencourt de Farias, Patrícia Pereira Serafini, Danielle Paludo, Edineia Caldas Correia e Silvio de Souza Junior, a obra reúne fotografias e informações científicas de todas as 227 espécies já registradas nessa unidade de conservação. Esse número representa 32% das espécies catarinenses e 64% das espécies do município de Florianópolis. As aves são apresentadas por família, com nomenclatura popular e científica, seguindo normas do Comitê Brasileiro de Registros Ornitológicos;
  3. Guia de aves Mata Atlântica Paulista – Produzido pelo WWF-Brasil e pela Fundação Florestal do Estado de São Paulo, este é um dos mais completos guias sobre aves que vivem em ambientes serranos como florestas de encostas, topos de morros e campos de altitude. Algumas unidades de conservação que protegem esse tipo de ambiente estão localizadas nas Serras do Mar e de Paranapiacaba, bem como em outras áreas serranas do Estado, como a Serra da Cantareira e o Maciço da Juréia;
  4. Aves da cidade de São Paulo – O livro reúne 97 espécies escolhidas por serem facilmente avistadas em 63 parques municipais. Cada ave tem seu registro fotográfico, identificação com nome popular e científico e tamanho. As informações biológicas sobre habitat, alimentação e comportamento estão representadas através de ícones. Um mapa do município aponta os parques onde cada ave ocorre e sua frequência relativa. Esta publicação visa divulgar a rica avifauna de São Paulo e estimular a prática de observação de aves nos parques, áreas verdes ou mesmo de sua janela;
  5. 100 Aves do Parque Nacional da Serra da Canastra – MG – Segundo os autores Carolline Zatta Fieker, Matheus Gonçalves dos Reis e Sávio Freire Bruno, o objetivo deste guia é apresentar ao leitor um pouco da diversidade de aves que habita o Parque Nacional da Serra da Canastra. A partir daí, pretende-se que as pessoas da região e também os turistas que a visitam despertem ou aumentem o interesse pela riqueza biológica desta Unidade de Conservação e seu entorno, de modo a estimular práticas e ações positivas em relação à natureza;
  6. Voo pela Fiocruz – Guia de Aves – Dos autores Davi Castro Tavares e Salvatore Siciliano, é amplamente ilustrado com espécies de pássaros que habitam o campus da Fundação Oswaldo Cruz, a Fiocruz. Eles ressaltam que, quem passa pela Avenida Brasil, no Rio de Janeiro, e experimenta sua poluição sonora, visual e atmosférica, não se dá conta de que ali há também um oásis: o campus de Manguinhos da Fiocruz. Nessa área, há uma grande diversidade biológica, com dezenas de espécies de plantas e animais, entre eles, muitas aves;
  7. Que bichos moram no Jardim Botânico do IB-Unesp? Série: Aves – Desde 2010, os pesquisadores do IB, coordenados pelas professoras Silvia Mitiko Nishida e Virginia Sanches Uieda, reuniram informações sobre as espécies nativas e analisaram a incidência de aves migratórias presentes naquela área. Agora, eles estudam a flora e demais espécies que integram a fauna do local. São autores do guia, além de Silvia Nishida, Flávio Ubaid, Rodrigo Carvalho e Marília Quinalha. A obra tem a finalidade de mostrar os animais que habitam o Jardim Botânico, espécies como o Sábia, Tico-Tico e João de Barro;
  8. Guia das aves da Reserva Biológica Tamboré – Organizado pela instituição Save, a obra inclui 111 espécies de aves, de diversas famílias encontradas da Reserva. Visando incentivar a população da região a conhecer a biodiversidade local e adotar posturas mais conscientes no entorno das áreas verdes municipais. A Reserva Biológica Tamboré é patrimônio do município de Santana de Parnaíba e representa um dos poucos remanescentes de Mata Atlântica mantidos no perímetro urbano da região metropolitana de São Paulo;
  9. Aves migratórias no Pantanal – Editadao pelo WWF-Brasil, com o apoio do WWF-Canadá, a publicação apresenta lista de espécies, com belas fotos, informações sobre o seu habitat, ocorrência e características. É um guia para quem quer conhecer a riqueza das aves do Pantanal. A publicação é o resultado de um estudo denominado Distribuição de Aves Limícolas Neárticas e outras Espécies Aquáticas do Pantanal realizado em 1996 pelos pesquisadores brasileiros Paulo Antas e Inês Serrano, em parceria com os canadenses Richard Guy Morrison e R. Ken Ross. Os pesquisadores fizeram um registro das aves encontradas nas salinas, alagados, planícies e planaltos do Pantanal;
  10. Guia de Campo: Aves do Parque Nacional do Cabo Orange – O livro de autoria de Elivan Souza, com participação dos cientistas Andrei Langeloh Roos, Maria Flávia Conti Nunes e Helder Farias Pereira de Araújo e imagens de Robson Esteves Czaban e Ciro Albano, reúne as aves que habitam os 619 mil hectares do Parque Nacional do Cabo Orange, no Amapá, lá na pontinha norte do Brasil, entre os municípios de Calçoene e Oiapoque. Resultado do esforço conjunto de uma equipe de especialistas e fotógrafos do Instituto Chico Mendes (ICMBio), integrantes do Centro Nacional de Pesquisa para Conservação de Aves Silvestres (Cemave);
  11. Guia de Aves da RPPN Alto-Montana – Lançado pelo Instituto Alto-Montana, este guia foi elaborado com o apoio do Programa de Incentivo às RPPNs da Mata Atlântica durante a execução do projeto de elaboração do Plano de Manejo da RPPN Alto-Montana. Kassius Santos é o autor do guia e o responsável pelo levantamento sistemático da avifauna na área. A RPPN Alto-Montana está localizada em Itamonte, MG, e abriga um dos mais importantes remanescentes de Mata Atlântica da região. Na RPPN já foram registradas cerca de 270 espécies de aves, muitas das quais ameaçadas de extinção;
  12. Aves da Mata Atlântica do Nordeste – Lançado no final de 2009, este guia é uma publicação da Save em parceria com a BirdLife International, Amane e IESB. O objetivo, com esta publicação, foi divulgar a rica biodiversidade da Mata Atlântica do Nordeste e sensibilizar as pessoas para a importância de sua preservação. O guia reúne fotografias coloridas de alta qualidade das 62 espécies de aves e informações básicas sobre a biologia de 46 espécies. Um verdadeiro guia de campo útil para a Mata Atlântica da região Nordeste;
  13. Guia de Aves Fundação Ezequiel Dias – A Fundação Ezequiel Dias, localizada na região noroeste de Belo Horizonte, conta com uma área de aproximadamente 50 mil m² e é limitada por avenidas movimentadas, como a Amazonas, a Via Expressa e Tereza Cristina e, também, pela Estrada de Ferro Vitória-Minas (EFVM) e Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU). Esse guia foi elaborado para que a rica diversidade de aves que vivem e/ou visitam as áreas da Funed seja conhecida. A bolsista de iniciação científica, Beatriz Gherard Machado, financiada pela FAPEMIG, é a autora da obra;
  14. Aves Costeiras de Icapuí – O livro apresenta características e hábitos de cada uma dessas espécies e orienta observadores inexperientes e, também, os já tarimbados na apreciação dos pássaros. Idealizado pela Fundação Brasil Cidadão, com o apoio técnico da Aquasis, Aves Costeiras de Icapuí, é um projeto editorial pioneiro no Ceará, que compartilha a rica fauna de Icapuí e do Brasil bem como estimula o contato responsável com a natureza e a preservação dos ricos ecossistemas da região. A edição do Aves Costeiras, sob a responsabilidade de João Bosco Carbogim, tem autoria de Ciro Albano, Alberto Campos, Weber Girão e Thieres Pinto e conta com o trabalho dos fotógrafos Alberto Campos, Arthur Grosset, Ciro Albano, Cristine Negrão, Fábio Olmos, João Guilherme Quental, Pedro Lima e Robson Silva e Silva; e
  15. Guia das Aves. Parque Natural Municipal da Atalaia – O Parque Natural da Atalaia, sob a gerência da Fundação do Meio Ambiente de Itajaí, ganhou este Guia de Aves em 2013. Ele foi produzido pelos acadêmicos Bruno Henrique Lopes e Carlos Alberto Valle do curso de Ciências Biológicas, em parceria com professores da Universidade do Vale do Itajaí e da Furb – Universidade Regional de Blumenau. São mais de 80 espécies classificadas de acordo com o tamanho, a coloração e a alimentação. São citados até os pontos do Parque em que as aves podem ser encontradas.

Gostou deste post? Então, compartilhe com amigos e interessados em aves, também nas redes sociais. Disseminar informação sobre a biodiversidade brasileira também é agir em prol da conservação da natureza e da preservação dos recursos naturais.

Faltou algum livro ou guia que você gostaria de ver por aqui? Deixe um comentário ou envie um e-mail para o Instituto após analisarmos as publicações será um prazer incluí-las em uma nova lista.

Caso tenha interesse no desenvolvimento de projetos semelhantes, entre em contato. O Instituto Passarinhar, atua na criação e revisão de conteúdo para guias de identificação de aves locais e regionais.

Foto: Sandro Von Matter

Pesquisador em ecologia e conservação, jornalista ambiental e fotógrafo de natureza, investiga questões sobre o topo das florestas tropicais e as fascinantes interações entre animais e plantas. Hoje, à frente do Instituto Passarinhar, é um dos pioneiros em ciência cidadã no Brasil, e desenvolve projetos em conservação da biodiversidade e restauração ecológica, criando soluções para tornar os centros urbanos mais verdes.

Sandro Von Matter

Pesquisador em ecologia e conservação, jornalista ambiental e fotógrafo de natureza, investiga questões sobre o topo das florestas tropicais e as fascinantes interações entre animais e plantas. Hoje, à frente do Instituto Passarinhar, é um dos pioneiros em ciência cidadã no Brasil, e desenvolve projetos em conservação da biodiversidade e restauração ecológica, criando soluções para tornar os centros urbanos mais verdes.

10 comentários em “15 livros gratuitos para identificar aves

  • 29 de setembro de 2016 em 3:42 PM
    Permalink

    Dentre os guias q encontramos no Brasil, cabe destacar entre os que já foram mencionados, o inédito Guia de Aves da Serra dos Õrgãos e Adjacências dos irmãos Mello, por ser o primeiro a apresentar pranchas fotográficas das aves(537 espécies, 875 imagens), o q facilita sobremaneira a identificação em campo.

    Resposta
    • 1 de outubro de 2016 em 11:46 PM
      Permalink

      Que a pouco foi sumamente elogiado pelo editor James Lowen, editor da revista Neotropical Birding e renomado autor com vários livros publicados sobre natureza, guia de aves na British Birdwatching Fair deste ano e escreveu um review sobre a obra. Abaixo destaco um trecho no qual ele elogia bastante a parte gráfica do livro, dizendo que “em termos de imagem, é o melhor guia de campo fotográfico que ele já manuseou, de qualquer lugar do mundo”.

      Resposta
  • 1 de outubro de 2016 em 8:13 AM
    Permalink

    Há um belo guia das aves do Parque Nacional da Tijuca, que pode ser adquirido no Centro de Visitantes da Floresta da Tijuca. R$ 30.

    Resposta
  • 1 de outubro de 2016 em 7:39 PM
    Permalink

    qual o passo a passo para adquirir os livros gratuitamente?

    Resposta
  • 3 de outubro de 2016 em 8:17 AM
    Permalink

    Por favor, onde posso encontrar o Guia das Aves da Serra dos Órgãos….?

    Resposta
  • 3 de outubro de 2016 em 11:46 AM
    Permalink

    Parabéns pelo bom trabalho

    Resposta
  • 4 de novembro de 2016 em 12:55 PM
    Permalink

    Parabéns, pelo ótimo trabalho, pena que aonde eu moro ninguém pensa assim, os vizinhos pegam coleiros , canários , tiziu , sábia, já nem aparece mas os canários e coleiros e tizius cantando mas no quintal, e uma pena

    Resposta
  • 25 de janeiro de 2017 em 4:27 PM
    Permalink

    Guia de aves Mata Atlântica Paulista – Esse link está quebrado. Não funciona.

    Resposta
  • 23 de abril de 2017 em 9:16 PM
    Permalink

    Corrigindo o comentário: consegui baixar os guias mas tive um pouco de dificuldade no da Serra da Canastra. Um trabalho incrível que realmente merece os parabéns à todos envolidos. Um abraço de Jacqueline.

    Resposta

Deixe uma resposta